Projeto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3352 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2010
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO (OU CIÊNCIAS CONTÁBEIS)
EAD – ESTÁCIO CAMPUS VIRTUAL

DANIELLI MOTTA DA SILVA
201001267109
9081

PROJETO INTEGRADOR – PARTE I

Curitiba
01-04-2010

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO.................................................................................................................... 3
2. VALORESMOTIVACIONAIS......................................................................................... 5
3. ANTROPOCENTRISMO X ECOCENTRISMO............................................................. 7
4. CONSIDERAÇÕES FINAIS ........................................................................................... 10
5. REFERÊNCIAS............................................................................................................... 12

1. INTRODUÇÃO

Infelizmente é fato que as condições de desigualdade socioeconômicas no Brasil tem um destaque de grande importância entre os países do terceiro mundo.

A pobreza em resumo se caracteriza pela insuficiência de renda, ou seja, quando uma família ou indivíduo com a soma de seus rendimentos não possuem condições de satisfazer suasnecessidades básicas, como moradia, saúde, alimentação, transporte, educação etc.

A primeira ligação entre o ser humano, os direitos e a pobreza, são a discriminação a que os povos que vivem nesta situação estão sujeitados, pois não conseguem ter acesso as circunstancias que garantam uma existência digna. Diante desses fatores são praticamente obrigados a conviverem com a exclusãosocial. Assim as classes mais favorecidas acreditam que pelo fato dos menos favorecidos viverem em condições menos favoráveis, podem ser um risco de segurança, sendo que nem sempre podemos generalizar, afinal muitos se encontram dessa forma, não por opção e sim por necessidade.

A exclusão social que além de englobar as condições de renda, se estende nas questões de raça, sexo, ocupação,condição socioeconômica, além de fatores culturais, institucionais e políticos, onde uma família ou individuo são julgados indiferente de seus méritos obtidos e esforços, impossibilitando há muito deles a inclusão social em busca da melhoria de qualidade de vida.

Quando Luiz Inácio Lula da Silva em 2003 foi eleito presidente, implantou projetos para que os menos favorecidos pudessem ter umaqualidade de vida melhor, lançando a Bolsa Família, um programa onde o Estado distribui uma ajuda mensal às famílias com rendimentos mínimos para que com isso possam manter suas crianças na sala de aula, para que o beneficiado consiga manter visitas regulares às clínicas de saúde.

Para o IPEA, o Brasil possui condições grandes de diminui cada vez mais o indice de pobreza edesigualdade, inclusive fazer com que estes dois fatores tenham quedas igualadas até 2016, afirmando ainda sim, que o Brasil tem condições favoráveis para tal acontecimento. Porém , terá de superar ao menos três desafios: manter a taxa de crescimento econômico em níveis elevados com ampliação do nível educacional, reduzir a cobrança de impostos sobre as classes mais baixas (proporcionalmente são as que pagammais tributos) e melhorar a qualidade do gasto público com programas sociais. ( Relatório Ipea em 2008 sobre o crescimento economico do Brasil e a luta contra a pobreza e exclusão social).

No caso Projeto Campina grande, no qual o objetivo grandioso dele é tornar a sociedade e empresários cientes da importância dos Catadores e, que os mesmos são trabalhadores e merecem como qualquer umrespeito, condições de trabalho adequada e o merecido reconhecimento, mesmo sabendo que muitos deles sofrem discriminação pelos mais favorecidos, somente por estarem na posição que estão e, por fazerem o que fazem, parecendo não ser levado em consideração que o único objetivo destes trabalhadores é poderem sair da pobreza e dar uma qualidade de vida melhor a sua família, e ainda sim, serem...
tracking img