Projeto tdah

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4281 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Proposta de uma abordagem – Grevet et alii

Proposta de uma abordagem psicoeducacional em grupos para pacientes adultos com Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade

Eugenio Horácio Grevet* Paulo Belmonte de Abreu** Flávio Shansis***

INTRODUÇÃO O Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) é um transtorno psiquiátrico que se caracteriza pela presença de desatenção,hiperatividade e impulsividade (American Psychiatric Association, 1994). O DSM-IV 1 exige a presença de, pelo menos, seis sintomas de uma lista de nove de desatenção e/ou seis sintomas de uma lista de nove de hiperatividade-impulsividade para que o diagnóstico seja estabelecido em crianças, adolescentes ou adultos. A partir destes critérios, são identificadas três tipos de apresentações: TDAH subtipodesatento, subtipo hiperativo e subtipo combinado (desatento e hiperativo).

* Pesquisador do Ambulatório de Déficit de Atenção/Hiperatividade no Adulto do Hospital de Clínicas de Porto Alegre / Universidade Federal do Rio Grande do Sul (HCPA/UFRGS), Mestre em Bioquímica pela UFRGS, Doutorando da Pós-Graduação em Psiquiatria da FAMED-UFRGS. ** Professor Adjunto do Departamento de Psiquiatria eMedicina Legal da FAMED-UFRGS e Coordenador do Ambulatório de Déficit de Atenção/ Hiperatividade no Adulto do HCPA/UFRGS. *** Médico Contratado do Serviço de Psiquiatria do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Mestre em Bioquímica pela UFRGS, Doutorando da pósGraduação em Bioquímica da UFRGS.

A prevalência deste transtorno na população infantil é estimada em 4,5 a 9,0% para o subtipo desatento,1,7 a 3,9% para o subtipo hiperativo e impulsivo, e de 1,9 a 4,8% para o subtipo combinado. A persistência deste quadro ao longo da vida adulta ocorre em torno de 50% daqueles indivíduos que preenchiam os critérios para o TDAH na sua infância2. Entretanto, chama a atenção que até 90% das pessoas que apresentavam este transtorno na infância podem permanecer com sintomas isolados de desatenção sempreencher na totalidade os critérios formalmente necessários pelo DSM-IV para este transtorno na vida adulta3. O TDAH causa grande impacto na vida de seus portadores. Estes apresentam relações inter-pessoais instáveis e tumultuadas, baixo desempenho acadêmico e profissional, o que acaba por acarretar enormes prejuízos no funcionamento familiar e social. Este impacto é ainda amplificado pelas altastaxas de comorbidades com outras doenças psiquiátricas, pois sabe-se que 77% dos adultos com TDAH apresentam outro transtorno psiquiátrico concomitante. Os transtornos comórbidos mais comuns

446

Recebido em 22/08/2003. Revisado em 07/10/2003. Aprovado em 12/12/2003.

R. Psiquiatr. RS, 25'(3): 446-452, set./dez. 2003

Proposta de uma abordagem – Grevet et alii

são: Depressão Maior,Transtornos de Ansiedade, Transtornos de Humor Bipolar, Transtornos de Abuso de Substâncias, Transtornos de Personalidade e alterações de conduta na idade adulta4. A etiologia do TDAH tem sido objeto de investigação nas áreas da neuroquímica, neuranatomia e genética. A resposta ao metilfenidato – que age nos sistemas noradrenérgico ou dopaminérgico – sugere uma possível alteração nos sistemas destesneurotransmissores . Alterações em circuitos neuronais na área fronto-estriatal parecem estar envolvidas na etiologia e na manutenção deste transtorno. Ainda, estudos com gêmeos monozigóticos evidenciaram uma concordância de 70%, sugerindo fortemente a existência de bases genéticas. Os pacientes portadores de TDAH apresentam alterações especificas em uma função cognitiva chamada de FunçãoExecutiva (FE). Esta é a função mental que coordena a memória imediata, memória imediata verbal, autoregulação dos afetos e permite a reconstituição e análise do próprio comportamento. Alterações nesta função podem acarretar um menor controle dos impulsos, dificuldades de reter informações, respostas verbais inadequadas e problemas no controle motor a estímulos. Alguns autores consideram a FE o “...
tracking img