Projeto segurança

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1543 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADES INTEGRADAS IPIRANGA
GESTÃO EM SEGURANÇA PRIVADA

Aline Cristina SPN 112
Angelica Bentes SPN 112
Marcio Silva SPN 112

Belém-PA
2012
FACULDADES INTEGRADAS IPIRANGA
GESTÃO EM SEGURANÇA PRIVADA

RESUMO

Trabalho apresentado para obtenção de pontos da disciplina Recursos Humanos em Segurança, da Faculdade Ipiranga Prof. João Renato Paes Lopes.

Belém-PA
2012

RESUMO“AS CARACTERÍSTICAS DO MERCADO DE TRABALHO E AS ORIGENS DO INFORMAL NO BRASIL e a participação dos vários grupos étnico-raciais que integram a sociedade brasileira, desde o final do século XIX, até os dias de hoje.”
1. DA ESCRAVIDÃO AOS ANOS 1930:
1.1 A transição para o trabalho livre:
Até o início do século XIX, em 1888 a economia brasileira baseava-se na escravidão, período característico portransformações, onde o Brasil foi colônia de Portugal até 1808, império de 1808 até 1889, então se tornou república. Essas mudanças não marcam a área política somente, marca também a área social, entretanto, a área econômica deste momento não entrou nesse processo de transformação, pois essa continuava em torno da produção de produtos tropicais (café, açúcar, algodão) para o mercado europeu. Até adécada de 1850, não existiam novas formas alternativas de organização desta produção, além daquela apoiada no trabalho escravo, a existência de um contingente crescente de “livres e libertos” não encontrava outras formas de trabalho além de trabalho para sua própria existência e trabalhos ocasionais. A população do Brasil no início do século XIX era de três milhões de habitantes em que mais dametade era escrava e um milhão era de branco, restando 400 mil negros e mulatos libertos. A mão-de-obra imigrante assumiu o perfil de ocupação da força de trabalho nesta época, enquanto a crescente parte da população libertada, até então escrava, vai se juntar ao contingente de homens livres e libertos, a maioria dedicou-se à economia de subsistência e alguns a mão-de-obra assalariada nos pequenosserviços urbanos. O nascimento do mercado de trabalho ou a ascensão do trabalho livre como base da economia acompanhou a entrada crescente da população brasileira no setor de subsistência e em atividades mal remuneradas. Este processo deu origem algumas décadas mais tarde ao denominado “setor informal” no Brasil. Na segunda metade do século XIX, a mão-de-obra imigrante começa a substituir osescravos, especialmente após 1874. Na região Nordeste, já havia iniciado a substituição do regime de trabalho escravo a partir de 1850. Os trabalhadores nacionais livres ou libertos foram incorporados para preencher o espaço deixado pelos escravos levados para a região Centro-Sul; no Nordeste, barreiras impediram a dispersão dos livres e libertos: de um lado a grande distância das regiões e de outro, asregiões urbanas, com problemas de excedente populacional, sendo motivo de permanência de grande parte da mão-de-obra, com baixíssima remuneração. De acordo com Furtado, no Nordeste, esta forma de organização da economia após abolição restringiu o fluxo de renda, em decorrência impediu a formação efetiva de um mercado interno. Observa-se, de um lado, um processo de reagrupamento da mão-de-obraescrava nas regiões mais dinâmicas, sobretudo em São Paulo, para onde posteriormente foram os imigrantes. No Brasil, a abolição significou a perda de espaço de trabalho para os ex-escravos, que não serão assalariados e irão se juntar aos contingentes sem oportunidades de trabalho senão nas regiões de economia menos dinâmicas, em áreas rurais ou fortuitas das cidades. Nas cidades do Sul do país houveuma imigração europeia, com perspectiva ligada, sobretudo à ideia de colonização. Ver Costa (1983, p. 417). A respeito dos escravos vale ressaltar o despreparo para o assalariamento, destes escravos que quase não possuíam hábitos de vida familiar, acumulação de riquezas é praticamente estranha cabendo-lhe um papel puramente passivo nas transformações econômicas do país. A partir de 1870 o...
tracking img