Projeto retirada de fraldas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1923 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PROJETO: Retirada de fraldas


Título: “Das Fraldinhas ao Banheiro!”


Turmas: BERÇÁRIO e A,


ORIGEM E JUSTIFICATIVA:


A idéia da realização do Projeto ”Das Fraldinhas ao Banheiro!” aconteceu em virtude de algumas crianças demonstrarem interesse ao verem e acompanharem seus colegas, que já estavam sem fraldas, utilizarem o banheiro para suas necessidadesfisiológicas. Como forma de incentivo as crianças que usavam fraldas foram convidadas a acompanhar seus colegas a irem ao banheiro. Neste momento as professoras estimulavam todos a usar o vaso sanitário, que é adequado para esta faixa etária na qual a criança se encontra. Como consequência positiva algumas crianças começaram a se manifestar espontaneamente para também fazer uso do sanitário.O controle esfincteriano é uma das aquisições mais importantes do segundo e terceiro ano de vida, junto com outras aquisições como a linguagem a marcha e outras funções motoras. Ter condições de controlar os esfíncteres, nessa idade, serve de modelo para o controle motor em geral, para as sensações de domínio e prazer na expulsão ou retenção das fezes. É um período marcante, pois representa umato de amor da criança com os pais, já que significa para ela entregar um produto de seu corpo e vê-lo separar-se dele. Além disso, é um momento que lhe ajudará a discriminar o mundo interno do mundo externo, reforçando o conceito de individuação.
A maioria das crianças aprende a controlar voluntariamente a eliminação da urina e das fezes durante o dia entre 2 anos e 2 anos e meio. Cada criançatem um ritmo próprio, algumas conseguem permanecer secas e limpas durante o dia, em pouco tempo, outras demoram mais. O importante é respeitar seus limites. O controle noturno se dá, em geral, mais tarde; as faixas de idades relacionadas com a aquisição de novas capacidades são flexíveis e individuais.


O controle das fezes se faz posterior ao do xixi. Para a criança o coco é um momentomuito importante, pois as fezes representam seu produto, por isso muitas delas se recusam a evacuar, pensando que suas “coisas” vão embora. Outras crianças têm facilidade e levam na brincadeira, outras necessitam de maior elaboração.


A psicóloga Gisleine de Mello Almada Rubbo explica que existem crianças que se recusam a tirar as fraldas. Nestes casos é bom avaliar o que estáacontecendo com a criança em casa ou na escola. Refletir sobre o que ela está querendo expressar com esta atitude. Muitas vezes, a dificuldade está nos pais, que, inconscientemente não querem que seus filhos tornem-se independentes. Quando os pais estiverem conscientes disso, poderão conversar com a criança, mostrando que “crescer é bom” e que está na hora de retirar as fraldas. Talvez a criançaesperneie, faça birra, mas os pais devem mostrar a ela que conseguirão suportar tais comportamentos com tranqüilidade e segurança.


Quando retiramos as fraldas, estamos iniciando na criança o cuidado com a sua própria pessoa. Isto significa, subjetivamente, um processo de separação entre a criança e a mãe, algo que teve início no nascimento e veio se processando gradativamente, com o desmame e odesenvolvimento motor. Esta é a única razão responsável pelas ansiedades que cercam tal mudança na vida da criança.


Nós adultos, por termos ultrapassado esse desafio a tanto tempo, às vezes nos esquecemos do elevado grau de exigência que é dar adeus às fraldas. O pediatra norte-americano Brazelton, considerado um dos maiores estudiosos dessa passagem, resume o tamanho do desafio naintrodução do livro Tirando as Fraldas.


"Primeiro, as crianças devem sentir um movimento intestinal em curso. Então, devem conter esse movimento, ir aonde lhes dizem para ir, sentar-se- e fazer. Então, dar a descarga. Depois disso tudo, elas têm que assistir aquilo desaparecer para sempre. Nunca mais verão aquela parte delas novamente!"


Este mesmo autor é enfático ao...
tracking img