Projeto produção da espécie florestal "pau rosa"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6004 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA
INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS







Projeto Técnico









PRODUÇÃO SUSTENTADA DE ÓLEO DE PAU-ROSA Aniba roseadora Ducke NA AMAZÔNIA BRASILEIRA COM ÊNFASE AO ESTADO DO PARÁ















Belém – Pará
Ago/2005



TÍTULO DO PROJETO: PRODUÇÃO SUSTENTADA DE ÓLEO DE PAU-ROSA (Aniba roseadora DUCKE) NA AMAZÔNIABRASILEIRA COM ENFASE AO ESTADO DO PARÁ


DURAÇÃO PREVISTA:


INÍCIO PREVISTO:

CUSTO DO PROJETO:

ENTIDADES PARTICIPANTES:
Universidade Federal Rural da Amazônia – UFRA
Banco da Amazônia – BASA
Universidade de Campinas – UNICAMP







SUMÁRIO
Pg.
1IDENTIFICAÇÃO 1
2 JUSTIFICATIVA TÉCNICA 1
3 ÁREA DE ABRANGÊNCIA 5
4 OBJETIVOS 5
5 METAS 5
6 FASES DE EXECUÇÃO 6
7 METODOLOGIA 6
8 ÓRGÃOS ENVOLVIDOS 8
9 MECANISMOS E NORMAS DE EXECUÇÃO 8
10 PLANILHAS DE CUSTOS 9
11 CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO 13
12 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 16
ANEXO: PROGRAMA DE TRABALHO 171 – IDENTIFICAÇÃO
Produção Sustentada de Óleo de Pau-rosa (Aniba roseadora Ducke) na Amazônia
Brasileira com ênfase ao Estado do Pará

2 – JUSTIFICATIVA TÉCNICA
Os recursos florestais nos trópicos são resultantes de milhões de anos de evolução e peculiares por apresentar uma alta diversidade biológica e existência de intensas interações entre espécies, principalmente plantascom polinizadores e dispersores e dispersores de sementes e exigências ecológicas muito especificas para crescer e reproduzir.
A pressão humana nestes ecossistemas por processos de expansão demográfica, atividades agropecuárias, atividades minerais, construções de hidrelétricas e processos de exploração seletiva de espécies de valor econômico, tem causado sérios danos às espécies florestais,através da redução ou eliminação de suas populações, sem que haja adoção de medidas que possam garantir a preservação dos recursos florestais para as gerações futuras.
Dentre as muitas espécies arbóreas de valor econômico, que desde o século passado vem sofrendo uma grande pressão extrativista na Amazônia, encontra-se a Aniba rosaeodora Ducke. Esta espécie é nativa da Amazônia, pertence à famíliaLauraceae e é conhecida vulgarmente como pau-rosa (Brasil), rosewood (Inglaterra e USA) e bois de rose (França).
Sua ocorrência natural abrange a Amazônia Brasileira, estendendo-se para o Suriname, Guianas Francesa e Inglesa, Colômbia, Equador e Venezuela (KUBITZKY, 1982).
Na Amazônia Brasileira sua maior concentração estende-se do médio ao alto rio Amazonas, indo desde o rio Curuá-Una até afronteira com o Peru, na parte meridional, e do rio Trombetas até a fronteira com a Colômbia, na setentrional, ocupando solos do tipo Latossolo amarelo e vermelho, sendo essencialmente de terras firmes e altas (SUDAM, 1972).


A importância econômica desta espécie esta relacionada à alta produção de óleo essencial, cujo componente principal é o linalol, muito utilizado na industria deperfumaria como fixador.
Devido a esses aspectos, esta espécie foi intensamente explorada, inicialmente na Guiana Francesa, no final do século XIX e inicio do século XX (BRULLEAUX, 1986). No Brasil, com a descoberta da espécie na região de Juriti-velho (Pará) em 1925, teve inicio sua exploração, sendo instalada uma usina que no seu primeiro ano de funcionamento exportou 16000 Kg de essência (BASTOS,1945).
O alto valor da essência e abundancia da espécie nas matas naturais, levou à instalação de novas usinas. Até 1969, existiam 53 usinas, sendo 50 no estado do Amazonas e 3 no estado do Pará (SUDAM, 1972).
Atualmente a produção está em torno de 90 toneladas anuais, das quais 60 são exportadas para o mercado externo resultando na captação de divisas no valor de US$ 1,38 milhões....
tracking img