Projeto político

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1275 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo: Este trabalho propõe uma reflexão sobre a problemática do “Projeto Político-Pedagógico Escolar”, centrando a análise nas questões conceituais, filosóficas e estruturais do mesmo. Optou-se por uma abordagem metodológica indutivo-analítica a fim de melhor desenvolver o tema. A construção deste instrumento (PPP) de planejamento educacional é de suma importância para que uma unidadeescolar atinja seus objetivos, por isso mesmo o melhor caminho é do “planejamento participativo”.

Palavras-Chave: Projeto Político-Pedagógico; planejamento; educação; escola; planejamento participativo.



1 – Introdução

O planejamento – não importa em qual área – é uma necessidade. Ora, planejar é o contrário de improvisar. No terreno específicoda educação, isto se torna um “imperativo categórico”. Ao planejarmos, antecipamos o que haveremos de realizar e, em consequência, agimos segundo o estabelecido. Planejar, diz Celso dos S. Vasconcelos (2002, p. 34): “ajuda a concretizar aquilo que se almeja (relação teoria-prática)”.

Um paradoxo fácil de ser encontrado é o reconhecimento da validade do planejamento e a negação prática do mesmo.Pior ainda é o embuste velado em algumas experiências feitas à guisa de planejamento.

Neste artigo, faremos uma leitura crítica do Projeto Político-Pedagógico Escolar – o principal instrumento nesta área – analisando três tópicos básicos de sua construção: a própria concepção de PPP, seu viés filosófico e seus aspectos estruturais, sustentando, por fim, que o planejamento participativo é amelhor maneira de se trabalhar satisfatoriamente o Projeto Político-Pedagógico.

2 - Aspectos Conceituais

O Projeto Político-Pedagógico há de ser entendido como, nos termos de Vasconcelos (2002, p. 169): “O plano global da instituição”. Isso, antes de tudo, requer uma consciência da comunidade envolvida no sentido de que jamais podemos falar em algo pronto, acabado, definitivo. Todo o processo deconstrução do mesmo é um exercício – ao menos deveria ser – que se dá com a participação ativa e crítica de todos. Exatamente pelo caráter peculiar de cada escola, são inúmeras as formas ou os modelos do PPP. A sua principal característica talvez seja o seu grande poder para intervir e mudar a realidade. Assim, ele não só organiza como integra as ações que se destinem a este fim. Fernando Diogo(1998, p. 17) sintetiza bem o que se pode compreender por Projeto Político-Pedagógico, embora utilize uma outra terminologia:


"O Projeto Educativo é, claramente, um documento de planificação escolar que poderíamos caracterizar do seguinte modo: de longo prazo quanto à sua duração; integral quanto à sua amplitude, na medida em que abarca todosos aspectos da realidade escolar; flexível e aberto; democrático porque elaborado de forma participada e resultado de consensos."

Portanto, como um documento norteador da vida escolar não pode ser trabalhado fora de uma prática coletiva do conhecimento. Deste modo, a sua essência filosófica perpassa pela idéia de emancipação geral do homem, ou melhor, da libertação integral e progressista.Noutras palavras: o Projeto Político-Pedagógico precisa conter o compromisso maior de contribuir para uma educação cidadã. Vale salientar , na atual Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB 9394/96), encontramos certa autonomia para que as escolas elaborem suas propostas pedagógicas. A escola passa a ser vista não mais como uma instituição fechada.

3 - Aspectos Filosóficos

A elaboraçãodo Projeto Político-Pedagógico, antes de tudo, não pode ser nem mera reprodução do “senso comum pedagógico” vigente, nem implantação de propostas “novidadeiras”. Tal instrumento (PPP) exige uma verdadeira e corajosa prática do senso crítico-filosófico. É esta dimensão que fará com que a proposta seja segura, sustentável e viável. No fundo, revelará que tipo de sociedade e de educação os...
tracking img