Projeto interventivo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2729 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1



UNIVERSIDADE


CATÓLICA DE


BRASÍLIA





PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO


PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES - PROFORM




Reflexão e Intervenção Pedagógica - Estágio Supervisionado I

PROJETO INTERVENTIVO





Autora: Gláucia Welp


Supervisora do Estágio na UCB: Deliene Lopes Leite Kotz






RIO DE JANEIRO 2010


GLÁUCIA WELPPROJETO INTERVENTIVO


TEMA:


Produção de Texto: como melhorar a leittura e interpretaçaõ através do “pensar o texto”.











Projeto Interventivo apresentado como requisito parcial para aprovação na disciplina Estágio Supervisionado I.





Supervisora do Estágio: Deliene Lopes Leite Kotz


Aluna: Gláucia Welp








Rio de Janeiro/RJ


2010SUMÁRIO




|1 – INTRODUÇÃO |04 |
|2 – OBJETIVOS |05 |
|3 – desenvolvimento|05 |
|4 – PLANO DE INTERVENÇÃO |07 |
|5 - RESULTADOS ESPERADOS |11 |
|6 – Considerações finais|12 |
|7 – REFERÊNCIAS |13 |
|8 – ANEXOS |15 |









1 – INTRODUÇÃO



Odesenvolvimento deste projeto se deve às minhas observações tanto no contexto escolar durante a visita técnica conversando com os professores da área, como também de minhas observações pessoais, leituras e experiências durante meu curso de Letras..

Atualmente, como estudante do curso PROFORM da Universidade Católica de Brasília, busco a qualificação pedagógica para atuar nas séries finais doensino fundamental e ensino médio. Tal desafio colocado, aliado a minha formação me levou a pensar na situação dos nossos estudantes que são qualificados em sua maioria como analfabetos funcionais.Ora,a implicação disso na vida de uma pessoa é totalmente desnecessária nesse trabalho, pois todos sabemos os prejuízos decorrentes desse panorama escolar.

Se o professor estiver alinhado com as atuaisconcepções pedagógicas, deve ensinar os alunos a pôr em prática a linguagem, formando cidadãos leitores e escritores de uma cultura em que a escrita é predominante. Com base nas pesquisas desenvolvidas pelo filósofo russo, Mikhail Bakhtin, essas concepções têm como peças-chave a relação interpessoal, o contexto de produção dos textos, as diferentes situações de comunicação, os gêneros, a intençãode quem o produz e a interpretação de quem o recebe. Portanto, mais do que ensinar os elementos e as normas que compõem a Língua Portuguesa, precisamos ensinar as Práticas de Linguagem que vivenciamos em nossa língua materna. “O desafio é formar praticantes da leitura e da escrita e não apenas sujeitos que possam ‘decifrar’ o sistema de escrita”, resume a educadora argentina, Délia Lerner.

Oprojeto combina a leitura de textos de referência, contos clássicos e modernos, com a escrita dos estudantes. O aluno buscará subsídios para sua criação em textos de contos de vários gêneros, colocados previamente à sua escolha. O conto escolhido pelo aluno servirá de base para o seu conto que será revisado e corrigido pelos outros alunos.










2 – OBJETIVOS


2.1 – Geral...
tracking img