Projeto – intervensão no abuso sexual intrafamiliar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1183 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
SERVIÇO SOCIAL

PROJETO – INTERVENSÃO NO ABUSO SEXUAL INTRAFAMILIAR

2011

PROJETO – INTERVENSÃO NO ABUSO SEXUAL INTRAFAMILIAR



IDENTIFICAÇÃO:

Nome da organização: PSF URBIS I CNES: 2301156
Razão Social: Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas
Endereço: Rua Seis Nº15–URBIS I
Município: Teixeira de Freitas IBGE - 293135 CEP: 45998-085
CNPJ Mantenedora: 13650403000128 Fone: (073)3291-3800 Nome do responsável: MAIONE CONCETTI ROCHA
Cargo: Gerente / Administrador
Personalidade: Jurídica.
Tipo de unidade: Centro de Saúde / Unidade Básica
Esfera Administrativa: MunicipalDATA:13/10/2011
Natureza da Organização: Administração Direta da Saúde (MS, SES e SMS).
Dependência: mantida

SUMÁRIO DA PROPOSTA:

A presente proposta é parte integrante do projeto de intervenção tendo como referência o ESF (Estratégia de Saúde da Família) do Bairro Urbis I. A proposta é de desenvolver dentro do programa de atendimento, que objetiva desenvolver um trabalhojuntamente com as gestantes e as mães acompanhadas pela Equipe de Saúde da Família, cujo trabalho desenvolvido é de atender pais com o objetivo de informar as famílias de crianças e adolescentes sobre como prevenir o abuso sexual intrafamiliar.
Em um primeiro momento, bem como um debate crítico a respeito do tema, violência intrafamiliar, reflexão crítica a respeito da Violência sexualIntrafamiliar

JUSTIFICATIVA
Para atender às diretrizes de municipalização da política de atendimento e da descentralização, partindo desta realidade este projeto pretende informar pais e responsáveis orientando-os, para as relações interpessoais de seus filhos desde pequenos, com simples atitude como não aceitar presentes de pessoas desconhecidas e mesmo parentes. Poissegundo a Organização mundial de Saúde (OMS), existem três níveis de prevenção.
A maneira mais econômica, eficaz e abrangente é a voltada para a eliminação ou redução dos fatores sociais, culturais e ambientais que favorecem a violência. Compreende um trabalho informativo com pais e responsáveis sobre o desenvolvimento da criança/adolescente, sensibilização da população em geral e, emespecial dos profissionais de saúde, da área jurídica e de educação a cerca dos fatores desencadeantes da violência sexual, sua identificação, prevenção e tratamento.
A Constituição de 1988 e a instituição do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) em 1990 contribuíram em peso para a proteção de crianças e adolescentes. É dever de todos cumprir o que esta escrito na constituiçãofederal, Art. 227, p 4º Direito à vida e dignidade: “È dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida, à alimentação, à educação, ao lazer, a profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade, à convivência familiar e comunitária, alem de colocá-la a salvo de toda forma de negligencia, discriminação,exploração, violência, crueldade e opressão”.Sendo assim não podemos fechar os olhos, todos somos responsáveis e temos o dever de cuidar e prevenir de toda e qualquer tipo de violência contra nossas crianças, assim, esse projeto ira beneficiar essa unidade com a participação de todos que direto ou indiretamente presta serviço a mesma.
Na síntese, a violência sexual pode se apresentar emdiferentes formas, ocorrendo em contextos específicos que fazem com que seja necessário diferenciá-la. A abordagem das conseqüências do abuso sexual requer para o seu enfrentamento estratégias conjugada, quais sejam políticas públicas para as áreas sociais e deslocamento de recursos para o capital produtivo, a fim de criar emprego e renda; tratamento interdisciplinar dos sistemas familiares ou...
tracking img