Projeto integrador

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1326 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE BRAZ CUBAS
















PROJETO INTEGRADOR












L B da S – RGM 000000




alho parcial para obtenção de nota na disciplina Metodologia Científica, no curso de Administração.
Marina Alvarenga.














SUZANO, SP2012
L B da S – RGM 000000
















PROJETO INTEGRADOR










Projeto apresentado para obtenção de nota no curso de Pedagogia.
Prof. ª R G A. L. M.




















UNIVERSIDADEBRAZ CUBAS
SUZANO, SP
2012
1. QUESTIONÁRIO
1.1. Podemos dizer que o guia, ao contar as histórias, tem consigo a memória coletiva dos fatos que ele aprendeu com as pessoas com as quais convive? O que seria memória coletiva? Qual a base da memória coletiva?
Sim, o guia ao contar as histórias, tem consigo as memórias coletivas dos fatos que ele aprendeu com aspessoas com as quais convive, pois a cada história contada envolve um ponto de vista e é a partir dessas histórias se reescreve uma nova história, mesmo que esta já tenha sido contada diversas vezes, colhendo informações individuais, analisando cada ponto de vista e formando a memória coletiva que é caracterizada pelo saber de um povo, suas regras de convívio, suas crenças e seus receios.
A base damemória coletiva são as lembranças dos fatos históricos vividos, podendo ser reconstituídos e contados sempre que solicitado.
1.2. Em que sentido as crenças populares estão relacionadas às narrativas orais? Como as narrativas orais são transmitidas? Como as crenças surgem em uma determinada sociedade?
As crenças surgem a partir de relatos de um povo, do medo, de uma ansiedade, ou de umproblema que não apresenta solução aparente. Estão diretamente ligados as narrativas orais. As pessoas se apegam as superstições em busca de repostas que se adéquam a determinados momentos conflituosos de sua vida. O que pode ter como consequência novos problemas se for levado muito á sério.
1.3. De que maneira as crenças populares ganham vida e se materializam na sociedade? Como surgir ahistória do lobisomem e de outros entes folclóricos?
As lendas folclóricas surgem a partir de histórias contadas e que vão passando de geração a geração, são alguns fenômenos da natureza que receberam nome de deuses. A história do lobisomem surgiu na Europa, com a descrição de um homem pode se transformar em um lobo ou em algo semelhante a isso.
1.4. O lobisomem, primeiramente, foi um fato“inventado” e “narrado” por alguém (neste momento devemos pensar na narrativa oral); posteriormente, ganhou vida e, aos poucos, se materializou. A história que era simples foi criando mais corpo, ou seja, diversos elementos foram acrescentados à “lenda”. Hoje, estuda-se o lobisomem como pertencente ao “folclore”. Podemos dizer que o folclore é quase uma Ciência. Explique como devemos entender esseprocesso, ou seja, como chegamos da oralidade à complexidade do mito na escrita.
O folclore é considerado uma ciência das tradições e ditos populares, trata-se da identidade social de uma sociedade através de suas criações culturais, coletivas ou individuais e é parte da cultura de cada nação, constituído pelos costumes e também pelas tradições populares transmitidos de geração em geração.1.5. Podemos dizer que “os narradores orais” ainda estão presentes em nossa sociedade?
Sim, os narradores orais ainda se fazem presentes em algumas sociedades onde seu papel é representar o saber de seu povo, seus costumes, sua história e também sua identidade cultural.

1.6. O conhecimento sistemático está em oposição às narrativas orais, pois o narrador oral não comprova...
tracking img