Projeto didatico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1042 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PROJETO DIDÁTICO

1 INTRODUÇÃO

A proposta deste Projeto Didático é apresentar a resistência negra à escravidão à partir da criação/formação de Irmandades em espaços históricos e geográficos, a fim de manter suas tradições, mesmo que fosse através de ações sincretistas e cultos adaptados.

Com a apresentação de vídeos (documentários) e exame de textos extraídos de livros conduzir-se-á osalunos a uma postura crítica acerca do comportamento das irmandades negras como símbolos de resistência negra às limitações impostas pela cultura branca dominante, tolhendo a sua liberdade.

2 FAIXA ETÁRIA

14 a 15 anos (8ª série).

3 NÚMERO DE AULAS PREVISTAS

06 aulas

4 OBJETIVOS:

As festas devocionais talvez tivessem sido de fundamental importância para os escravos e os libertos,como a (re)definição e a (re)construção de relações de identidade e poder internos ao grupo. O destaque que tais festas receberam não era grande e, muitas vezes, considerava-se as manifestações lúdicas e de religiosidade daqueles indivíduos como algo que não passava de meros folguedos, sem nenhum objetivo. Como isto não é verdade, o foco da análise aqui é, partindo das próprias motivações destascomunidades negras, pode-se perceber que, muito mais do que isso, os seus festejos não foram simples válvulas de escape do dia-a-dia, e sim um ponto de partida para a reinvenção de uma existência em que grassava a escravidão.
Desta forma, através do uso de imagens e outros recursos didáticos, os objetivos são os seguintes:

* Estudar o tema “A Criação de Irmandades Negras Como Movimento deResistência” para encaminhar o aluno a um pensamento reflexivo sobre o assunto;

* Pesquisar e conhecer melhor aspectos pertinentes à História de grupos minoritários no Brasil;

* Mostrar “outras facetas” que constam na formação e desenvolvimento do povo brasileiro.

5 CONTEÚDOS AULA A AULA

* A realidade da escravidão no Brasil;

* Símbolos de resistência negra;

*Irmandades/Comunidades de resistência e preservação da cultura religiosa negra;

* A Irmandade da Boa Morte, em São Paulo em Cachoeira, na Bahia;

* Os Movimentos de Resistência entre os capixabas na atualidade.

6 METODOLOGIA

* Aulas expositivas;

* Estudos de textos;

* Pesquisas orientadas;

* Coleta e sistematização de informações;
* Trechos de documentários;* Elaboração de cartazes para exposição.

7 PROCEDIMENTOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA PROPOSTA

* Aula 1: A aula terá início com exposição oral pela professora, apresentando o tema da proposta, bem como seus objetivos e os procedimentos metodológicos; Com o uso do mapa do Brasil, serão indicados os locais onde as Irmandades se estruturaram e atuam; aqui haverá destaque feito pelaprofessora dos seguintes aspectos: A força e determinação que os negros tiveram para resistir à escravidão imposta pelos brancos; A relação feita pelos mesmos dos símbolos religiosos africanos e portugueses.

* Aula 2: Esta segunda aula será iniciada com a solicitação de informações que os alunos tem sobre o significado do termo “Resistência” no contexto de vida de cada um; Algumas perguntas servirãopara direcionamento deste momento: Existe mais de um significado para o termo?; Qual relação o termo pode ter com a escravidão? Em que aspectos as ações religiosas significam resistência aos modos impostos pelos brancos?; Depois deste momento, serão listados pelos alunos, as formas de resistência que eles entendem que podem existir na História do Brasil; a professora sistematizará, a partir dasinformações dos alunos, grupos de pesquisa para trabalharem na aula seguinte.

* Aula 3: Os alunos serão encaminhados para a Biblioteca da Escola para realizar pesquisa sobre os Movimentos de Resistência Negra na História do Brasil, com a organização feita anteriormente em grupos e com os temas já direcionados; haverá cópias de textos aqui referenciados, os quase direcionarão as pesquisas...
tracking img