Projeto de pesquisa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2952 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PROJETO DE PESQUISA




1. TEMA

Saúde do Idoso.

2. DELIMITAÇÃO

Parkinsonismo

3. PROBLEMA

Doença de Parkinson é uma doença degenerativa do sistema nervoso central, lentamente progressiva, idiopática (sem causa conhecida), raramente acontecendo antes dos 50 anos, comprometendo ambos os sexos igualmente.

4. OBJETIVOS

4.1 GERAL

• Incentivar as pessoasda importância, de observar seu corpo, quanto ao exame que possa se diagnosticar anomalias.

4.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

• Abordar o nível de conhecimento e suas complicações;
• Definir parkinsonismo;
• Descrever os Sinais e Sintomas, juntamente com o Tratamento;
• Enfatizar os Cuidados de Enfermagem e os Fatores de Risco;
• Descrever a atuação da Conscientização namelhoria da Doença;

5. METODOLOGIA

O presente estudo realizou-se por meio de pesquisas em referencias bibliográficas, livros textos, sites da internet e também artigos científicos publicados em revistas nos últimos 3anos,a pesquisa será descritiva com método bibliográfico, juntamente com conscientização dos pacientes que, constitui um trabalho de observação, registro, análise,classificação e interpretação dos fatos coletados.



6. DOENÇA DE PARKINSON

O parkinsonismo caracteriza-se pela disfunção ou morte dos neurônios produtores da dopamina no sistema nervoso central. O local mais importante, mas não primordial, já que outras estruturas como placas intestinais e bulbos olfatórios podem ser lesados antes mesmo da degeneração da substância negra de degeneraçãocelular no parkinsonismo é a substância negra, pars compacta, presente na base do mesencéfalo. Entretanto, vários outros locais são acometidos durante o desenvolvimento da doença, mesmo fora do sistema nervoso central, dando ao Parkinsonismo um caráter complexo e multisistêmico. O neurotransmissor deficiente, entre outros, é a dopamina, produzido pela substância negra, pars compacta. Entretanto,outras estruturas além da substância negra podem estar acometidas (lócus ceruleus, núcleo dorsal da rafe, núcleo pedúnculo-pontino), levando a anormalidades de outros neurotransmissores, como a serotonina, a acetilcolina e a noradrenalina.
As zonas afetadas no Parkinsonismo têm funções de controlo motor extra-piramidal, ou seja, elas controlam os movimento inconscientes como por exemplo os dosmúsculos da face (da comunicação emocional inconsciente) ou os das pernas quando o indivíduo está de pé (não é necessário normalmente pensar conscientemente em quais músculos contrair e relaxar quando estamos de pé mas eles contraem-se de qualquer forma). Além disso, esses neurónios modificam os comandos conscientes básicos vindos dos neurónios corticais motores de forma a executar os movimentosde forma suave e sem perder o equilíbrio. Também é esse sistema extra-piramidal que impede que haja contração e relaxamento continuo e alternado dos músculos agonistas e antagonistas adequando dos movimentos de precisão (segurar um objeto), calculando inconscientemente o equilíbrio exato necessário desses músculos para o objeto ficar fixado.
A forma predominante de Síndrome de Parkinson é aDoença de Parkinson, idiopática e ligada ao envelhecimento. Contudo há outras formas de Parkinsonismo com outras etiologias mas a mesma manifestação clínica. Neste grupo incluem-se os Parkinsonismo secundários, com doença primária que lesa os núcleos basais, como encefalites (infecções virais, por exemplo); doença de Wilson (distúrbio do acúmulo de Cobre em diversos órgãos incluindo o cérebro);uso de longo termo de determinados fármacos antipsicóticos.
A doença de Parkinson é idiopática, ou seja é uma doença primária de causa obscura. Há degeneração e morte celular dos neurónios produtores de dopamina.
É possível que a doença de Parkinson seja devida a defeitos sutis nas enzimas envolvidas na degradação das proteínas alfanucleína e/ou parkina (no Parkinsonismo genético o...
tracking img