Projeto de pesquisa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1310 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PESQUISA DE CAMPO

A MERITOCRACIA COMO CRITÉRIO DE HABILITAÇÃO PARA FUNÇÕES DE COMANDO EM NÍVEL ESTRATÉGICO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS


A palavra mérito vem do latim meritum e traz em seu significado ganho e lucro, quanto pena e castigo, sendo assim, segundo Walzer (2003, p.28) apud Valle e Ruschel um termo “tanto ilimitado quanto pluralista”, levando a tomar vários sentidos edependo de visões particulares, de acordo com contextos e conveniências argumentativas. Desta forma é melhor entender a significação do que é ter mérito e quem é, por conseguinte, merecedor. Os autores discorrem com muita propriedade a esse respeito:

Ter mérito supõe ser digno de recompensa elogio, prémio, estima, apreço. É merecedor quem tem valor, quem apresenta um conjunto de qualidadesintelectuais e morais reconhecidas (capacidade, habilidade, inteligência, talento, aptidão, dom vocação) e tudo faz para ser digno delas (WALZER apud VALLE e RUSCHEL, 1989, p. 76).

Para dar maior amplitude ao entendimento, os autores enfatizam:

Para Pierre Bourdieu (1989), o mérito e a glória são inseparáveis. Da mesma forma, também é merecedor aquele que é passível de castigo, punição, desprezo:“até os criminosos condenados devem ser capazes de reconhecer que receberam o que merecem” (WALZER apud VALLE e RUSCHEL, 1989, p. 76).


Contemporaneamente o termo meritocracia é muito propalado, porém, poucos são estudiosos que se propuseram a dissecá-lo e poucos os que procuram entender com profundidade seu significado. Vemos um forte indicativo desta falta de conhecimento sobre a meritocraciaquando vamos buscar o significado deste verbete, poucos são os dicionários que tratam desta palavra. Os comentários e as discursões que tem como foco a meritocracia quase sempre são polêmicos e acalorados, porém, baseados em conjecturas ou opiniões superficiais e esteréis. Mas, então, o que seria realmente meritocracia?
A literatura atribui que meritocracia é um neologismo criado por Michel Young(1915-2002), o qual utilizou o termo pejorativamente em seu livro “The rise of the meritocracy”, que poderia ser traduzido como “O triunfo da meritocracia”.

Historicamente as correntes teóricas da administração adotaram uma visão dicotômica, simplista, e, até mesmo contraditória sobre a administração, ora se baseando numa visão mecanicista (teoria clássica) e, se contrapondo a esta visão, orase baseando numa visão romântica (teoria humanista).
Para atribuir um caráter mais racionalista as pratica administrativas, os estudiosos da administração se inspiraram em Max Weber e elaboraram a teoria da burocracia, tendo entre suas características: os padrões de competência técnica e a meritocracia, na qual diz que a organização deve escolher as pessoas pelo mérito e pela competência, pois:A burocracia é uma organização na qual a escolha das pessoas é baseada no mérito e na competência técnica e não em preferências pessoais. A seleção, a admissão, a transferência e a promoção dos funcionários devem são baseadas em critérios de avaliação e classificação válidos para toda a organização e não em critérios particulares e arbitrários. Esses critérios universais são racionais e levam emconta a competência, o mérito e a capacidade do funcionário em relação ao cargo. Daí a necessidade de exames, concursos, testes e títulos para admissão e promoção dos funcionários. (WEBER apud CHIAVENATO, 2003, p. 262-264).

Modernamente, meritocracia é um dos principais sistemas de hierarquização social da sociedade moderna. Ela, a meritocracia, pode ser definida como um conjunto de valoresque postula que as posições sociais dos indivíduos na sociedade devem ser resultado do mérito de cada um, ou seja, das suas realizações individuais. A meritocracia é um conjunto de valores que rejeita toda e qualquer forma de privilégio hereditário e corporativo e que valoriza e avalia as pessoas independentemente de suas trajetórias e biografias sociais, conforme defende Barbosa:
(...) a...
tracking img