Projeto de pesquisa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (275 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTOS

PROFA. Betânia Mafra

USO DOS PORQUÊS

1º CASO – PORQUE (junto e sem acento)

Equivalente a POIS, COMO, JÁ QUE

PORQUE é usadopara:
a) Explicação
“ Não foi ao baile, porque (=pois) não tinha roupa.”
“Porque (=como ou já que) não estava autorizado, não pôde ingressar no recinto.”b) Resposta às interrogações com caráter de objeção, dúvida ou surpresa.
Um diálogo:
_ Onde está Paulo?
_ Paulo não veio à aula porque (=pois) não tem caderno._ Não veio à aula porque (=pois) não tem caderno? Não creio, não.

2º CASO – PORQUÊ (junto e com acento)

Equivalente a SUBSTANTIVO

PORQUÊ é usado como se fosseum:
a) substantivo (=a pergunta; a causa, a razão)
“Ignora-se o porquê (= a causa) da sua renúncia.”
“São muitos os porquês (= as perguntas) que estão semresposta.”
Obs.: Em geral, o PORQUÊ substantivo é precedido de determinantes (artigo, pronome etc).

3º CASO – POR QUE (separado e sem acento)

Equivalente a PELO (s)QUAL (s), POR QUAL RAZÃO
POR QUE é usado para:

a) Indicar ideia de pelo(s) qual(s)
“São ásperos os caminhos por que passei.”
POR QUE (= pelos quais caminhos)b) Interrogação Direta (= por qual razão)
“Por que você saiu de casa tão cedo?
“Por que foste reprovado?”
c) Interrogação Indireta (= por qual razão)“Não se sabe por que você saiu de casa tão cedo.”
“Quero saber por que foste reprovado.”

4º CASO – POR QUÊ (separado e com acento)

POR QUÊ é usado no final de fraseinterrogativa:

(1) Interrogação Direta
“Não vais à aula por quê?”
POR QUÊ (= por qual motivo)
(2) Interrogação Indireta
“Foi reprovado e não sabe por quê.”
tracking img