Projeto de pesquisa - sistema prisional brasileiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1265 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Pontifícia Universidade Católica de Goiás

Departamento de Psicologia

Métodos de Pesquisa em Psicologia I







Projeto de Pesquisa













Autores:

Pedro Afonso Alves Dias

Vannessa Alves de Mendonça







Goiânia, 2012/1Tema

O Sistema Prisional Brasileiro



Assunto

Os projetos de reeducação e reinserção social no estado de Goiás. O preconceito da sociedade em relação ao ex-detento.





















Problema

Estudar as condições dos projetos para reeducar e reinserir o ex-presidiário à sociedade, no estado de Goiás, por meio de capacitações profissionalizantes.Analisar as dificuldades dos ex-presidiários no meio social e o preconceito da sociedade em relação a eles.



















Hipóteses

H1. Os projetos de reinserção são desconhecidos pela sociedade.

H2. O preconceito da sociedade é uma dificuldade para o

ex-detento.

H3. Há projetos suficientes para todo sistema prisional?

H4. Osprojetos provocaram mudanças no sistema penitenciário do Estado de Goiás?



























Objetivo



Apurar a situação dos projetos que reeducam e reinserem os ex-presidiários à sociedade, por meio de capacitações profissionalizantes, e apurar a eficiência de tais projetos já aplicados.

Analisar a relação da sociedade com os ex-presidiários, aaceitação e o preconceito, na busca de emprego e aceitação no meio social.

























Justificativa

Atualmente organizações trabalham juntamente com os presídios goianos para a implantação destas medidas de reinserção. Os projetos de reinserção social que vem combatendo essa atual realidade trabalham com presos que cumprem ou estão por terminar o regime,apoiando os ex-presidiários e atuais presidiários na busca por emprego e qualidade de vida, oferecendo cursos profissionalizantes que os ajudam a conseguir vaga no mercado de trabalho.
Para o Direito Penal, a reclusão, é considerada o tipo mais grave de detenção, e é aplicável aos crimes de maior impacto, onde o cerceamento deve ser feito em locais mais seguros e isolados, como os presídios.Sendo assim, a função social da pena privativa de liberdade é que, durante o seu cumprimento, o (a) interno (a) possa ser readaptado à sociedade, passando por uma reforma íntima de modo que possa evoluir como pessoa e retorne ao convívio social melhor do que era antes do cometimento do crime.
Dados divulgados pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) apontam que o Brasil tem a terceira maiorpopulação carcerária do mundo, com 494.598 presos. Com essa marca, o país está atrás apenas dos Estados Unidos e da China. De acordo com a Agência Goiana do Sistema de Execução Penal (AGSEP) no Estado, atualmente, há cerca de 12 mil presos, sendo que existem somente 6.700 vagas, essa lotação exacerbada torna quase impossível uma readaptação à sociedade.
Outro fator importante, cada vez maisencontrando nas penitenciárias goianas, é o fato de detentos reincidentes no mundo do crime, que acabam por retornarem às prisões onde haviam cumprido o cárcere anterior. Segundo o Poder Público, entre os anos de 2010/2011 quase metade das pessoas presas pela Policia Militar do Estado de Goiás (PMGO) tiveram pelo menos uma passagem na cadeia. Foram 1300 prisões, sendo que em 74% dos casos ospoliciais prenderam reincidentes, de acordo com dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
Os resultados apresentados após 3 anos de implantação mostram que estes projetos vem dando resultados, e fez com que o Sistema de Execução Penal de Goiás ficasse em 2º Lugar em um concurso nacional, promovido pelo Conselho Nacional de
Política Criminal e Penitenciária (CNPCP) no terceiro ano de...
tracking img