Projeto de pesquisa - relação escola-família

1. TEMA
O pedagogo e a relação escola-família.

2. PROBLEMA
É fato que a interação entre e a escola e a família contribui diretamente para um bom aprendizado dos alunos. No entanto, essa relação é complexa e cheia de lacunas. Sabendo da dificuldade de intensificar essa relação, pergunta-se:

• Qual o papel do pedagogo na efetivação da relação família e escola?

3. OBJETIVOSGeral: Compreender de que forma o pedagogo deve atuar para consolidar a relação entre escola e família.

Específicos:

• Evidenciar a importância de uma relação recíproca entre família e escola;

• Identificar quais os problemas que dificultam o estabelecimento de uma relação mútua entre família e escola;

• Conhecer as práticas pedagógicas utilizadas por professores e pedagogospara trabalhar essa relação no plano de aula.

4. JUSTIFICATIVA
O estudo da relação família-escola ganha grandes proporções quando é necessário ver a criança/aluno como participante de algo fora dos muros da escola, é importante percebê-la não apenas como aluno, mas sempre lembrar que fora da escola ela é filho, irmão, sobrinho, neto, amigo, etc. Escola e família fazem parte de processos dedesenvolvimentos fundamentais para a vida humana. Uma relação recíproca e estável entre escola e família pode facilitar a aprendizagem e o desenvolvimento da criança.
A família representa um grupo social primário que influência e é influenciado pelo convívio, tendo como papel assegurar o bem estar de seus membros e da coletividade, sendo da mesma forma e, talvez, até mais intenso quando sefala do cuidado com uma criança.
A família é responsável socialmente pela transmissão de valores, crenças, idéias e significados que estão presentes na sociedade. Dessa forma, logo se vê quão grande é o impacto e a influência da família sobre o desenvolvimento dos indivíduos, principalmente das crianças que adquirem suas primeiras e diferentes formas de pensar e de construir relações sociais noconvívio com a família.
Já a escola tem o conceito de ser um estabelecimento com contexto diversificado de desenvolvimento e aprendizagem, um local que reúne toda a diversidade de conhecimentos, atividades, regras e valores e que também sofre conflitos, problemas e diferenças. Nesse espaço físico, psicológico, social e cultural onde os sujeitos se desenvolvem por meio de atividades jápré-programadas que visam o desenvolvimento físico, cognitivo, cultural e pessoal do indivíduo. A escola é um ambiente multicultural que compreende, assim como a família, a construção de laços afetivos, interações contínuas e preparo para a inserção do indivíduo na sociedade.
Família e escola formam os principais ambientes de desenvolvimento e formação humana na sociedade. Dessa forma, é estritamentefundamental que haja políticas que assegurem uma aproximação entre escola e família, de maneira que ambas reconheçam as suas diferenças e também suas igualdades, focando, principalmente, nos processos de desenvolvimento e aprendizagem do aluno.

5. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
A relação família e escola deveria ocorrer através da reciprocidade de ambos os lados, de forma que visasse exclusivamente amelhoria dos processos de aprendizagem dos educandos. Essa relação imprescindível não se mostra tão indispensável quando analisada de perto e acaba caindo no descaso, já que a maioria das escolas não estabelece uma relação fortificada com as famílias, assim com a maioria das famílias também não procura interagir com a escola. Então, pedagogo e professores se encontram na função de serem agentesprimários de formulação dessa importante relação.
Para Castro e Regattieri (2009), a família tem um conceito amplo e é onde acontecem todos os cuidados básicos, desde higiene, saúde, alimentação, afeto, etc. No entanto, é claro que a família não tem apenas essas funções e exercem funções involuntariamente, como por exemplo, a influência do convívio familiar, sendo dessa forma que crianças...
tracking img