Projeto de pesquisa em metodologia cientifica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1413 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO DO CERRADO – PATROCÍNIO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

DISCIPLINA: Metodologia Científica

Prof.ª Marisa Diniz















Projeto de Pesquisa Científica











Aluna do 1º Período:

Christina Pereira Santos













PATROCÍNIO

JUNHO DE 2012











AFEMINIZAÇÃO DA AIDS NO BRASIL E SUAS PROVÁVEIS CAUSAS













Trabalho De Pesquisa Cientifica Apresentado

Ao Centro Universitário Do

Cerrado Patrocínio – UNICERP



















PATROCÍNIO

JUNHO DE 2012















1- INTRODUÇÃO





No início da década de 1990, o crescimento de casos de AIDS entre as mulheres e da transmissão do HIVde mãe para filho, alertaram a sociedade. Hoje, segundo estimativas da Unaids (Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV-Aids), 50% das pessoas infectadas no mundo, são mulheres. Nesse contexto mundial, na America Latina, a presente população de mulheres vivendo com HIV é de aproximadamente de 550 mil.

Atualmente no Brasil, do total de casos notificados, 68,4% foram do sexo masculino e34,4% do sexo feminino (MS-SVS- Departamento de DST AIDS e Hepatites Virais). Apesar da porcentagem de homens contaminados pelo HIV ser maior do que a de mulheres chama a atenção o aumento na proporção dentre os sexos. Em 1986 a razão era de 15,1: 1 (ou seja, para cada 15 homens, havia uma mulher contaminada), a partir de 2002 estabilizou –se em 1,5:1 (para cada 15 homens temos 10 mulherescontaminadas).

Apesar desse crescente numero, as mulheres soropositivas têm pouca visibilidade social perante as ONG’S ligadas a AIDS. Ate mesmo nos serviços públicos, o diagnostico e o tratamento acabam ocorrendo somente em estágios mais avançados, ao contrário do que ocorre na população masculina soropositiva.













PROBLEMAS





Tentar identificar possíveis fatores quetem contribuído para a elevação na proporção da taxa de infecção homem-mulher.















HIPÒTESES





*A falta de conscientização da necessidade do uso de preservativos (masculinos ou femininos);

*Ausência do uso de preservativos nas relações estáveis e ditas monogâmicas;

*A dificuldade na negociação com o parceiro quanto ao uso do preservativo;

*Oenvolvimento afetivo como um dos fatores agravante na disseminação da AIDS dentre as mulheres.





OBJETIVOS GERAIS:





Analisar e discutir a alta na taxa da feminização do HIV dentro da sociedade brasileira. Planejar novas políticas de prevenção, que abordem a mesma não apenas como medida de segurança para as relações esporádicas, mas principalmente dentro das relações estáveis.OBJETIVOS EXPECÍFICOS





Atinar para a necessidade de uma revisão na abordagem do incentivo ao uso do preservativo. Não somente como método preventivo para as relações esporádicas, mas principalmente para os relacionamentos estáveis e até mesmo afetivos à curto prazo.

















JUSTIFICATIVA





O presente estudo se mostrou relevante nolevantamento de dados e conclusões a respeito do por que da alta incidência de mulheres contaminadas pelo HIV. Apesar de vivermos em uma sociedade moderna, informativa e tecnológica, é alarmante a elevação no numero de mulheres infectadas. Ainda mais quando dispomos de um meio fácil, prático e barato (quando não mesmo gratuito) de se evitar a contaminação: o uso de preservativo.FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA



No presente projeto, foram utilizadas como base, duas pesquisas individuais. Uma realizada na cidade do Rio de Janeiro, no ano de 2001, com 300 mulheres na faixa etária de 15 a 44 anos, sendo que dessas, apenas 18% se declaram infectadas no momento da pesquisa. A segunda pesquisa teve como base um grupo de 148 mulheres, da cidade de São Paulo, no ano de 1997, com idade média...
tracking img