Projeto de pesquisa cientifica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1375 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SEMINÁRIO MAIOR ARQUIDIOCESANO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA
CENTRO DE FORMAÇÃO FILOSÓFICO E TEOLÓGICO

FOGO: Símbolo da eterna agitação, e Via Extinção da origem a água e a terra.
Via Ascensão: terra – água e fogo.

Projeto de pesquisa avaliativo
encaminhado ao professor
Rogério Giovani.

Erlândio Alves de Oliveira
Montes Claros/MG
Junho/2012SEMINÁRIO MAIOR ARQUIDIOCESANO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA
CENTRO DE FORMAÇÃO FILOSÓFICO E TEOLÓGICO

FOGO: Símbolo da eterna agitação, e Via Extinção da origem a água e a terra.
Via Ascensão: terra – água e fogo.


Projeto de pesquisa apresentado ao professor Rogério Giovani, como Requisito Avaliativo da disciplina deMetodologia de Pesquisa Científica do curso de Filosofia do Seminário Maior Imaculado Coração de Maria.

Erlândio Alves de Oliveira
Montes Claros/MG
Junho/2012

Sumário

Introdução ................................................................................................................. 04
Justificativa............................................................................................................... 05
Objetivos ................................................................................................................... 07
Objetivos Específicos ............................................................................................... 08
Cronograma de Execução ........................................................................................ 09Referência Bibliográfica ............................................................................................ 10

Introdução

HERÁCLITO DE ÉFESO (540 - 470 a. C.)
“Busquei a me mesmo e tentei me entender”.
Heráclito
Pouco se sabe sobre a vida de Heráclito. O que se diz a seu respeito está envolto em lendas e também em mito, e, por isso, de tudo o que se escreve nesse sentido, nada éafirmado com segurança. O que se relata sobre a sua vida foi difundido dentro das biografias de Sócrates e de Pitágoras. Mas a fonte mais abundante de informações, e que se conserva até hoje, encontra-se na obra de Diógenes Laércio, Vidas e doutrinas dos Filósofos Ilustres, redigida no terceiro século depois de Cristo.
De todo o seu trabalho, preservou-se mais de uma centena de fragmentos, em suamaioria formados de proposições prenhes de significado, curtas e obscuras, com uso frequente de trocadilhos, metáforas e ambiguidades – deixando claro que Heráclito acreditava que os sentidos múltiplos das palavras podiam aclarar a realidade.
Todas as coisas acontecem de acordo com o logos, palavra que encerra muitos sentidos: pode ser, aqui, a regra que governa a natureza, ou simplesmente umdiscurso de como as coisas acontecem, ou a proporção que é preservada através das várias mudanças que ocorrem no mundo. Água, ar e terra estão sempre se transformando um no outro (presumivelmente na evaporação, no congelamento, na sedimentação, etc.), mas permanecem sempre na mesma proporção. Essa permanente estabilidade dentro da transformação foi expressa pela imagem do fogo constantemente queimando(embora o papel exato do fogo no sistema de Heráclito esteja hoje ainda em discussão). A doutrina do fluxo eterno foi atribuída a ele pelos filósofos posteriores, como Platão, que resume sua doutrina na proposição de que “tudo se move e nada repousa”, e cita-o dizendo que não se pode pisar no mesmo rio duas vezes. Não fica claro se o fluxo consiste apenas nas mudanças comuns ou se as coisasaparentemente estáveis devem sofrer também modificações constantes que não são perceptíveis. Seu discípulo Crátilo sustentava uma versão mais radical dessa teoria.
Em várias frase paradoxais, Heráclito afirma que os pares de opostos formam uma unidade: “A estrada que sobe e a estrada que desce são uma e a mesma estrada”. Ou: “A mesma coisa está viva e está morta”.

Justificativa

HERÁCLITO DE...
tracking img