Projeto de metodologia cientifica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (845 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PISCICULTURA NO NORDESTE






FLORIANO
DEZEMBRO 2011
SUMÁRIO
1. INTRODUÇÃO
2.REVISÃO BIBLIOGRAFICAS
3. CONCLUSÃO
4. OBJETIVO
5. CRONOGRAMA
6. REFERÊNCIAS















1. INTRODUÇÃOA piscicultura no Nordeste teve inicio em 1932,através do DNOCS (Departamento Nacional de obras Contra as Secas) criou uma comissão técnica de Piscicultura do Nordeste doBrasil em que tiveram início às pesquisas biológicas sobre peixe da região, assim os peixes introduzidos deviam se reproduzir nos açudes. Os biologistas do DNOCS se interessaram pelo aumento da produçãopesqueira na piscicultura intensiva.
Outros projetos visam o levantamento de recursos pesqueiros como da Bahia com o cultivo de ostras e Rio Grande do Norte com a criação de camarões.
Na regiãopernambucana o cultivo de peixes estuarinos é uma atividade consagrada. A criação se faz em viveiros construído a margem de área litorânea.





















2. REVISÃOBIBLIOGRAFICA

No Nordeste, o DNOCS foi encarregado de implantar e promover a pesca em água doce, através da produção de alevinos, administração pesqueira, e estatística de pesca, cadastramento de pescadores ecomercialização do pescado. Estima-se que foram introduzidos mais de 100 milhões de alevinos nos açudes públicos e particulares, através de ações empreendidas pela ADENE, DNOCS e IBAMA. Ao todo, 39espécies de peixes e três de camarões foram trabalhadas, destas apenas 14 espécies de peixe e um de camarão foram bem aclimatadas. Destacando-se as tilápias, o tambaqui, os curimatãs e ocamarão-sossego.
O DNOCS monitorou a pesca em cerca de 100 açudes públicos de 1948 a 1990. Nesse período,
A produção pesqueira média foi de 111,7 kg/ha, variando entre um máximo de 1.011 kg/ha e um.
Mínimo de...
tracking img