Projeto de eletricidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2801 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]








CURSO DE BACHARELADO
EM
CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO



























Ilhéus


01/2012



















ELETRICIDADE


































UESC - Universidade Estadual de Santa Cruz

Ilhéus


01/2012


1 - INTRODUÇÃO
A eletricidade está presente a todo tempo aonosso redor e até em nós mesmos. Na natureza a eletricidade pode ser observada no relâmpago, uma grande descarga elétrica produzida quando se forma uma enorme tensão entre duas regiões da atmosfera. No corpo humano também observamos a eletricidade: impulsos elétricos do olho para o cérebro. Nas células da retina existem substâncias químicas que são sensíveis à luz, quando uma imagem se forma naretina estas substâncias produzem impulsos elétricos que são transmitidos ao cérebro. Neste projeto abordaremos os seguintes temas dentro desta disciplina incrível que é a física: Leis de corrente e voltagem, definiremos o que são nós de um circuito, Leis de malhas, Lei de Ohm, Lei de Kirchoff, Teorema de Norton e Teorema de Thevenin.





















2 - LEI DE CORRENTE OU1ª LEI DE KIRCHOFF
Para que possamos iniciar o estudo desta lei é necessário a definição de alguns termos:
Nó - é um ponto onde um ou mais elementos de um circuito tem uma conexão comum.
Ramo - é um caminho único contendo um elemento simples e que conecta um nó a outro nó qualquer. No circuito apresentado abaixo podemos verificar a presença de três nós e quatro ramos:
[pic]
Podemos agoracomeçar as considerações sobre a primeira das duas leis de GUSTAV ROBERT KIRCHHOFF. Esta lei é denominada Lei das Correntes de KIRCHHOFF e estabelece que a soma algébrica de todas as correntes entrando em qualquer nó é igual a zero.
No circuito a seguir podemos visualizar o que foi afirmado acima:


[pic]
O circuito apresenta dois nós, A e B, para equacioná-lo é necessário a adoção de umaconvenção para as correntes do nó:

1. CORRENTE QUE SAI DO NÓ É NEGATIVA.
2. CORRENTE QUE ENTRA NO NÓ É POSITIVA.

Assim fazendo a soma algébrica das correntes do nó A temos:

[pic]

O circuito apresentado é conhecido mais comumente como DIVISOR DE CORRENTE uma vez que a corrente fornecida pela fonte é dividida entre os ramos que compõe o circuito.
Através da LEI DE OHM e da expressão daresistência equivalente de resistores associados em paralelo podemos determinar a expressão do DIVISOR DE CORRENTE. Esta Expressão permitirá que seja determinada a corrente de saída em qualquer dos resistores de um circuito paralelo formado por apenas dois associados.

Assim:

[pic]

3 - LEI DE VOLTAGEM OU 2ª LEI DE KIRCHOFF
A Lei de Voltagem de Kirchoff pode ser enunciada da seguinte forma: asoma das elevações de potencial ao longo de um percurso fechado qualquer (malha) é igual à soma das quedas de Potencial no mesmo percurso fechado. Assumindo-se que as quedas de potencial (sentido de percurso do terminal positivo para o negativo) são positivas ao longo do percurso e que as elevações de potencial (sentido do percurso do terminal negativo para o positivo) são negativas, a Lei dasTensões de Kirchhoff estabelece que a soma algébrica das tensões em um percurso fechado é nula.
Conforme as definições anteriores, uma malha é um tipo especial de percurso fechado.
Assim, a LTK também vale para as malhas que compõem o circuito.
[pic]
O número de equações de malha independentes obtidas com a aplicação da Lei das Tensões de Kirchhoff às malhas do circuito é definido pela relação:Equações de malha independentes = b - n + 1 = m
Para o circuito ilustrado na Figura 2 o número de equações independentes é 2. Pode-se
também escrever uma equação para a malha externa. Para esta malha resulta uma equação que é uma combinação linear das equações (2) e (3), sendo portanto redundante. As equações que devem ser consideradas são, assim, apenas as relativas às malhas internas....
tracking img