Projeto de bombas hidraulicas - fei

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2621 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1. PROPOSTA 3
2. CARACTERÍSTICAS DO FLUÍDO 4
2.1. Densidade 4
2.2. Temperatura 4
2.3. Viscosidade 4
3. ESCOLHA DOS MATERIAIS DOS TUBOS 5
4. TRAÇADO DA LINHA 6
4.1. Responsabilidade da linha 6
4.2. Vazão necessária (QNEC) 7
5. DIÂMETROS 8
5.1. Diâmetro do Tubo de Recalque 8
5.2. Diâmetro do Tubo de Sucção 9
6. MEIOS DE LIGAÇÃO DOS TUBOS 10
6.1. Ligações Rosqueadas 10
6.2.Ligações Soldadas 10
6.3. Ligações Flangeadas 10
6.4. Seleção do Meio de Ligação 11
7. VÁLVULAS E CONEXÕES 12
7.1. Válvula de Retenção 12
7.2. Válvula Globo 12
7.3. Válvula Gaveta 12
8. PERDAS 13
8.1. Comprimento Total 13
8.1.1. Antes da Bomba 13
8.1.2. Depois da Bomba e Antes do Trocador de Calor 14
8.1.3. Depois da Bomba e Depois do Trocador de Calor 14
8.2. Coeficiente da Perda deCarga Distribuída 14
8.2.1. Antes da Bomba 15
8.2.2. Depois da Bomba e Antes do Trocador de Calor 15
8.2.3. Depois da Bomba e Depois do Trocador de Calor 16
8.3. Perda Total 16
8.3.1. Antes da Bomba 16
8.3.2. Depois da Bomba e Antes do Trocador de Calor 16
8.3.3. Depois da Bomba e Depois do Trocador de Calor 17
8.3.4. Trocador de Calor 17
8.3.5. Perda Total 17
9. CARGA NECESSÁRIA 189.1. Carga Estática 18
9.2. Carga Necessária 18
10. ROTAÇÃO ESPECÍFICA E TIPO DE BOMBA 20
10.1. Rotação de 1750 rpm 20
10.2. Rotação de 3500 rpm 20
10.3. Tipo de Bomba 20
11. PRÉ – SELEÇÃO DA BOMBA 22
12. CCB DA BOMBA 23
12.1. Escolha do Diâmetro do Rotor 23
13. VERIFICAÇÃO QUANTO A CAVITAÇÃO 25
14. SELEÇÃO DO MOTOR ELÉTRICO 26
14.1. Verificação da Carga 26
15. ESPECIFICAÇÃO DECOMPONENTES E CUSTO DE AQUISIÇÃO 27
BIBLIOGRAFIA 28
ANEXOS 29














1. PROPOSTA

Projetar uma instalação hidráulica com base teórica das aulas do curso de Bombas e Instalações Hidráulicas utilizando esses conceitos. Com isso, será elaborado um projeto da linha, assim, posteriormente será feita a seleção das válvulas e em seguida selecionar o conjunto moto-bomba, para oatendimento de um determinado consumo. Com o projeto já definido, serão orçados os valores para a implantação do mesmo.

































2. CARACTERÍSTICAS DO FLUÍDO

2.1. Densidade

O fluído (mistura - M) que passará na instalação possui um peso especifico relativo de 1,2, podendo assim ser calculada sua densidade.


γ_r=1,2 N/m³γ_r=γ_M/γ_(H_2 O) ⇒1,2=γ_M/1000⇒γ_M=1200 N/m³

ρ_M=γ_M/g=1200/9,8⇒ρ_M=122,45 kg/m³


Densidade de 122,45 kg/m³.


2.2. Temperatura

A temperatura do fluído será, primeiramente, de 50ºC, entretanto na entrada do equipamento “E” a temperatura do fluído deverá ser 30% menor, logo, 35ºC.

2.3. Viscosidade

O fluído usado na instalação apresenta uma viscosidade cinemática de seis ctS, ou seja, 6x 10-6 m²/s.






3. ESCOLHA DOS MATERIAIS DOS TUBOS

O material escolhido para as tubulações da instalação foi o aço carbono, pois entre todos os materiais industriais existentes, o aço carbono é o que apresenta menor relação custo/resistência mecânica, além de ser um material fácil de soldar e de conformar, e também fácil de ser encontrado no comércio. Por todos esses motivos, o açocarbono é o chamado “material de uso geral” em tubulações industriais, isto é, só se deixa de empregar o aço carbono quando houver alguma circunstância especial que o proíba, e desta forma todos os outros materiais são utilizados apenas em alguns casos especiais de exceção.
























4. TRAÇADO DA LINHA

O layout do galpão é conhecido e sabendo oposicionamento dos equipamentos dentro da instalação com suas devidas distâncias, pode-se estabelecer o traçado da linha, que mostra por onde a tubulação deve estar disposta, sendo que a área interna do galpão deve ser utilizada o mínimo possível, desta forma a tubulação é direcionada, sempre que possível, para a parte externa do local.


Figura 1: planta


Figura 2: elevação

4.1....
tracking img