Projecto de estabilidade de um edificio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 37 (9234 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Projecto Assistido por Computador |
PROJECTO DE ESTABILIDADE DE UM EDIFÍCIO
|
|

|
FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRADEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL

Prefácio

O presente documento, corresponde à memória descritiva e justificativa do projecto de estabilidade de um edifício situado no sul do país. Compreende o dimensionamento e verificação dasegurança aos Estados Limite Últimos e Estados Limite de Utilização, bem como disposições e detalhes aplicáveis, de acordo com o disposto nos Eurocódigos 0, 1 e 2. Insere-se na Área de Especialização em Estruturas, disciplina de Projecto Assistido por Computador do 5º Ano do Mestrado Integrado em Engenharia Civil.

Índice
Capítulo 1. Introdução 5
1.1Materiais 6
1.1.1 Betão 6
1.1.2 Aço 71.1.3 Betão Armado 7
1.1.4 Argamassa 8
1.1.5 Gravilha 8
1.2 Modelo Estrutural 8
Capítulo 2. Lajes 8
2.1 Acções 9
2.1.1 Permanentes 9
2.1.2 Variáveis – Sobrecarga 11
2.1.3 Factores parciais 11
2.2 Combinação de Acções 12
2.2.1 Estados Limites Últimos (E.L.U.) 13
2.2.2 Estados Limites Utilização (E.L.S.) 14
2.3 Pré-dimensionamento 16
2.3.1. Recobrimento 17
2.4 Análiseestrutural e dimensionamento 18
2.5 Verificação da segurança 19
2.5.1 Estados limites últimos 19
2.5.1.3.2 Resistência ao punçoamento 29
VRd,c=CR,dck(100ρlfck)13+k1σcp ≥Vmin+k1σcp 29
2.5.1.3.3 Valor da tensão de punçoamento actuante 31
2.5.2 Estados limites de serviço (S.L.S.) 32
2.5.2.2 Controlo da deformação 32
2.5.2.3 Limitação de tensões 35
2.6 Detalhes e regras particularesaplicáveis 36
2.6.1 Área mínima de armadura 36
2.6.2 Área máxima de armadura 36
2.6.3 Espaçamento das armaduras 37
2.6.4 Armadura de bordo simplesmente apoiado 38
2.6.5. Armaduras de bordo livre 41
2.6.6. Armadura associada a variações de temperatura 41
2.6.7. Comprimento de amarração 42
2.6.8. Armaduras de canto 45
2.6.9. Emendas 46
Bibliografia 47

Capítulo 1. Introdução

Oedifício em causa, proposto para dimensionamento localiza-se na zona sul de Portugal. O mesmo é constituído por seis pisos acima do nível térreo e uma cave com a funcionalidade de estacionamento e arrumos. O rés-do-chão tem como funcionalidade o comércio e os restantes pisos destinam-se a habitação. A componente estrutural do edifício é de betão armado, sendo dimensionado para uma vida útil de 50anos (estruturas comuns), como indicado pelo EC0 - 2.3, Tabela 2.1, pág.24. O dimensionamento será elaborado através de uma análise que descreve um comportamento linear, recorrendo para tal à modelação de elementos finitos segundo o programa de cálculo automático SAP2000®. As verificações realizadas para o dimensionamento seguem o disposto no Eurocódigo 2, secção 6 para Estados Limites Últimos(ULS) e secção 7 para Estados Limites de Serviço (SLS).

1.1Materiais

1.1.1 Betão
O betão considerado para a parte estrutural do edifício é de classe C30/37. De acordo com o Eurocódigo 2, Anexo E, Quadro E.1N, uma vez que se admite que o betão se encontra no interior de um edifício com uma humidade do ar ambiente moderada ou elevada, que sofre corrosão por carbonatação e tem comoclasse de exposição XC3, de acordo com o Eurocódigo 2 1-1, Quadro 4.1.
O betão C30/37 tem como características de resistência e deformação as indicadas no Eurocódigo 2, p-1-1, 3.1.2 e 3.1.3, que se encontram descritas de seguida:
* Valor característico da tensão de rotura do betão à compressão de provetes cilíndricos com 30cm de altura por 15cm de diâmetro, aos 28 dias de idade, fck=30MPa;* Valor médio da tensão de rotura do betão à compressão de provetes cilíndricos com 30cm de altura por 15cm de diâmetro, aos 28 dias de idade, fcm=38Mpa;
* Valor médio da tensão de rotura do betão à tracção simples de provetes cilíndricos com 30cm de altura e 15cm de diâmetro, aos 28 dias de idade, fctm=2,9MPa;
* Valor do módulo de elasticidade secante do betão, Ecm=33GPa;
* Valor...
tracking img