Programa saude da familia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4121 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


ANDRÉ


O PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA







Maringá
2011
[pic]



ANDRÉ RICARDO MARTINS





Trabalho de Conclusão de Curso do Programa Nacional de Formação em Administração Pública, apresentado como requisito parcial para obtenção do título de especialista em Gestão Pública, do Departamento de Administração da UniversidadeEstadual de Maringá.
Orientador: Prof. Willian Antônio Borges






Maringá
2011
[pic]

ANDRÉ RICARDO MARTINS

O PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA


Trabalho de Conclusão de Curso do Programa Nacional de Formação em Administração Pública, apresentado como requisito parcial para obtenção do título de especialista em GestãoPública, do Departamento de Administração da Universidade Estadual de Maringá, sob apreciação da seguinte banca examinadora:
Aprovado em ___/___/2011
Professora, Willian Antônio Borges
(orientador).

Assinatura


Professor........................................................., Dr.


Assinatura




Professora .........................................................,Dra.Assinatura

Maringá
2011
SUMÁRIO

|1. |INTRODUÇÃO ................................................................................ |05 |
|2. |POLÍTICAS NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE ........................................ |07 |
|3. |O PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA|10 |
|3.1 |AS ESTRATÉGIAS PARA A OPERACIONALIZAÇÃO DO PSF ... |13 |
|3.2 |LIMITES DO ACESSO AOS SERVIÇOS BÁSICOS DE SAÚDE ... |15 |
|4. |conclusão.................................................................................. |16 |
|5. |REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ............................................... |17 |














O PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA


ANDRÉ RICARDO MARTINS*

RESUMO

O Programa de Saúde da Família (PSF) de 1994, desenvolvido a partir do Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) de 1991, vemcausando alterações significativas na alocação de recursos, forma de pagamento de serviços e modelo de assistência médica. O PACS e o PSF apresentam uma discriminação positiva em favor da população carente no país, vêm atuando na prevenção e promoção da saúde e estão provocando a antecipação da demanda e toda uma reorganização dos serviços de saúde. A importância crescente do PACS/PSF pode seravaliada pela evolução da participação destes programas nos recursos do SUS. O PACS/PSF, que representavam 4% do total dos recursos destinados para o Atendimento Ambulatorial e para a Atenção Básica em 1998, atingiram 12% em 2000. PSF está sendo apresentado como um modelo de assistência à saúde para atingir a população brasileira carente e de alto risco. Mais da metade da população brasileiraapresentava renda familiar per capita inferior a 1 salário mínimo e 76% não estavam cobertas por planos privados de saúde em 1998. O PSF certamente tornará possível racionalizar os gastos públicos com saúde e, desta forma, ampliar e melhorar a assistência médica no Brasil.


Palavras-chave: SUS, População Brasileira, Atenção Básica






* Pós-Graduando do Curso de Especialização em GestãoPública da Universidade Estadual de Maringá. E-mail: aandre05@hotmail.com
1. INTRODUÇÃO
O SUS, garantido pela Constituição Federal e leis orgânicas Lei N.º 8.080, de 19 de setembro de 1990, pela Lei Nº 8.142, de 28 de dezembro de 1990, com seus princípios doutrinados e preceitos constitucionais de universalidade (acesso da população a qualquer serviço de saúde); eqüidade (acesso em igualdade...
tracking img