Programa saude da familia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2533 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1- TEMA

Políticas Públicas: Na área da gestão de pessoas da Saúde, que lidam com o público.

2- DELIMITAÇÃO DO TEMA

O reconhecimento das necessidades da população assistida no Programa Saúde na Família (PSF) da Ferreira Pena no Município de Santa Izabel do Pará.

3- PROBLEMATIZAÇÃO

A necessidade de padrões aceitáveis de emprego e segurança, alimentação adequada,educação básica, saneamento, melhores condições ambientais e garantia de acesso aos serviços de saúde dão ênfase a promoção e a prevenção da qualidade de vida da população. Tal entendimento, com relação à saúde no Brasil deverá ser analisado de acordo com o contexto social e econômico em que vive o país.
Os impactos causados por pressões sociais como: a urbanização acelerada, oenvelhecimento da população a volta de doenças típicas e julgadas erradicadas exigem programas específicos de políticas de saúde no enfrentamento dos problemas sociais nas diferentes regiões brasileiras.
Acredita-se que a saúde no Brasil vem sendo uma preocupação governamental, destacando-o programas e suas possibilidades de intervenção nas camadas mais vulneráveis da população.
OPrograma Saúde da Família (PSF) é um desses programas que envolvem fontes de financiamentos, grupos profissionais, usuários e opinião pública que necessita da constatação da sua efetiva contribuição na resolução de problemas sociais. Mas, há o reconhecimento das necessidades da população assistida no Programa Saúde da Família (PSF)? O trabalho do programa é: prevenção, promoção e recuperação de saúde,mas o usuário está satisfeito com este trabalho? Porque ao multiplicar exponencialmente a demanda, aliada as precárias condições de saúde e de infraestrutura, a qualidade do serviço prestado a população tende a ser insatisfatório?
A demanda vai além de capacidade de atendimento gera um serviço de baixa qualidade e inatingível, ou pouco eficaz. Essa problemática da sobre posição decapacidade de atendimento, somada a burocracia interna, dificulta também a operacionalização da rede interligada de serviço do SUS (Sistema Único de Saúde) e impermeabilizam o acesso do usuário aos demais níveis do sistema.

3.1- OBJETIVOS DA PESQUISA

3.1.1- OBJETIVOS GERAL

• Reconhecer as necessidades da população assistida no Programa Saúde da Família (PSF) da Ferreira Pena no Município deSanta Izabel do Pará.

3.1.2- OBJETIVOS ESPECÍFICOS

• Identificar junto aos usuários as falhas que impossibilitam o funcionamento do PSF tal como preconizado.
• Especificar o diagnóstico que os usuários fazem dos atendimentos de saúde sobre o PSF.
• Constatar quais são as dificuldades no atendimento enfrentado pelos usuários.
• Analisar como os usuários revelam uma postura deaceitação e aprovação dos serviços públicos que são oferecidos neste PFS.
• Desmistificar o mito existente no Brasil que os serviços públicos são destinados apenas à população pobre, que fazem uso de um serviço precário, por esse ser a única alternativa.

3.2- HIPÓTESE

Hipotetiza-se que os usuários do Programa Saúde da Família (PSF) possuem crenças negativas sobre as condições deatendimento do programa (infraestrutura física, materiais de consumo e estrutura organizacional) e que esses usuários possuem crenças positivas sobre o Programa Saúde da Família (PSF) no que se refere à qualidade do atendimento e ao vínculo entre a Equipe Saúde da Família (ESF) e a comunidade.

3.3- VARIÁVEIS

A presente pesquisa consiste em um estudo correlacional, onde asvariáveis antecedentes são os serviços oferecidos pela rede de saúde pública (PSF) e as variáveis conseqüentes são as crenças dos usuários sobre o PSF, ou seja, a analise do serviço utilizado.

4- JUSTIFICATIVA

Um dos fatores que ocasionou a realização desta pesquisa neste Programa Saúde da Família (PSF) e a dura realidade dos problemas enfrentados pelas famílias de um modo em geral,...
tracking img