Profilaxia da trombose

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1259 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1) INTRODUÇÃO
A Trombose Venosa Profunda (TVP) é uma doença que se constitui na deposição aguda de trombos em veias profundas e manifestam-se predominantemente nos membros inferiores, sob os sinais de estase venosa caracterizada por edema, dor espontânea, dermite, úlceras e varizes.
Apesar de sua incidência ter sofrido um pequeno decréscimo nas últimas décadas, a trombose venosa profundacontinua sendo uma entidade clínica relativamente comum. A gravidade de suas complicações – na fase aguda, a embolia pulmonar e a médio e longo prazo, a síndrome pós-trombótica - faz com que se exija constante atenção e cuidadosa vigilância. Atualmente, a embolia pulmonar é considerada a principal causa de óbitos evitáveis em leitos hospitalares. Portanto, a prevenção da trombose venosa profunda é aprincipal maneira de reduzir sua morbi-mortalidade.
A TVP freqüentemente esta relacionada a fatores de risco que podem promover seu aparecimento súbito em pacientes hígidos ou como complicação clinica e ou cirúrgica.
Tabela 1 - Lista de fatores de risco para trombose venosa profunda
Gerais
Idade
Sexo
Dias de internação

Clínicos
Insuficiência cardíaca
Doença pulmonar obstrutiva crônicaInsuficiência renal
Insuficiência hepática
Acidente vascular cerebral
Diabetes mellitus
Síndrome nefrótica
Infarto agudo do miocárdio
Arritmia
Doença inflamatória dos cólons
Imobilização
Obesidade
Doença auto-imune
Desidratação
Varizes (Classificação CEAP)
Insuficiência arterial
Trombose venosa profunda prévia
Infecção
Neoplasia

2) PROFILAXIA
Todo paciente de risco para TVP eTEP deve receber alguma forma de profilaxia, que pode ser feita através de medidas farmacológicas, não farmacológicas ou associação de ambas. A correta utilização da profilaxia para TVP e TVE foi analisada segundo as recomendações da SBACV (Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular) e da literatura.
2.1) PROFILAXIA NÃO FARMACOLÓGICA
Meias elásticas - As meias de compressãogradual, 18mmHg nos tornozelos, 14mmHg nas panturrilhas, 8mmHg no joelho e 10mmHg na porção distal da coxa e 8mmHg na proximal produz aumento de 36% na velocidade de fluxo da veia femoral. Quando a compressão é uniforme de 11mmHg, este aumento é de apenas 10%. Entre os pacientes de baixo risco, reduz a freqüência de TVP em mais de 50% se comparado com aqueles sem profilaxia. Seu uso precoce associado adeambulação e a movimentação dos membros inferiores é a primeira medida profilática a ser adotada entre os pacientes hospitalizados.
Compressão pneumática intermitente - A compressão do membro inferior pela insuflação seqüencial de cuffs: 35, 30 e 20mmHg, respectivamente, no tornozelo, joelho e coxa aumentam em 240% a velocidade de fluxo na veia femoral. Quando somente uma câmara é utilizada, notornozelo, com pressão de 35mmHg por 12s, este aumento é de 180%. O tempo de clareamento do contraste da venografia é oito vezes menor quando comparado ao de compressão seqüencial. Há evidências que esta modalidade de profilaxia aumente a atividade fibrinolítica endógena.
Filtro de veia cava inferior - Indicado em situações especiais, por exemplo, naqueles com contra-indicação para profilaxiafarmacológica e com alto risco de TEP. O portador de fratura ortopédica com fenômeno tromboembólico recente e necessidade de tratamento cirúrgico, pode se beneficiar do mesmo. É medida eficaz na prevenção do TEP e não atua sobre a cascata da coagulação. Migração do filtro, estase venosa crônica e TEP através de vasos colaterais, são algumas das complicações. Filtro temporário (duração de até 14dias) com sua retirada após comprovação de ausência de trombo é outra opção profilática.
2.2) PROFILAXIA FARMACOLÓGICA
Heparina não fracionada (HNF) (LiquemineR, HeparinaR) - Descoberta em 1916, a heparina é um polissacáride natural, extraído da mucosa intestinal de porco. Tem peso molecular (PM) de 3.000 a 30.000 daltons (PM médio de 15.000 daltons). Seu efeito anticoagulante baseia-se no fato de...
tracking img