Professor como pesquisador: o enfoque da pesquisa na prática docente

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5852 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE ANCHIETA

VALDEC ROMERO CASTELO BRANCO

Professor como pesquisador: o enfoque da pesquisa na prática docente

Atividade desenvolvida na disciplina Didática do Ensino Superior I apresentado no curso de pós-graduação como pré-requisito parcial para a obtenção do título de especialista em Docência do Ensino Básico e Superior sob a orientação da Profª Ms. Rosemary L. Verrone.

SãoBernardo do Campo 2007

DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR

Professor como pesquisador: o enfoque da pesquisa-ação na prática docente. PEREIRA, Elisabete Monteiro de Aguiar. In: GERALDI, Corinta M.; FIORENTINI, Dario; PEREIRA, Elisabete M. de Aguiar. Cartografias do trabalho docente. Campinas: Mercado das Letras, 2003.

1. O texto descreve as características do contexto (com seus condicionantes)que levaram Stanhouse e Elliott a desenvolver estudos sobre a pesquisa-ação, procurando estabelecer relações com os atuais desafios que os docentes do ensino superior no Brasil devem enfrentar.
A pesquisa-ação descrita por Pereira (2003, p. 153-154) constitui-se atualmente como um movimento bastante difundido em alguns países, também vem tomando corpo no Brasil à perspectiva do professor comopesquisador, com maior consistência nos movimentos de reestruturação dos cursos de formação de professores e de educação continuada, com a preocupação de preparar o profissional que pesquisa a sua prática.
A educação vem sofrendo uma grande transformação nos processos de ensino-aprendizagem, com reflexos na prática pedagógica. Esse novo contexto imposto pela hegemonia capitalista promoveu inúmerasmudanças na sociedade e nas formas de relacionamento humano, isto requer novas competências e habilidades, surgindo novas necessidades, uma nova relação entre professores e alunos. A modificação no processo ensino-aprendizagem, nesses novos tempos, exige novos papéis do professor e do aluno no âmbito da sala de aula e fora dela.
A prática pedagógica deixa de ser baseada na figura do professortransmissor de informações e o aluno receptor e passa para um novo paradigma baseado no professor orientador e pelo aluno pesquisador. O novo paradigma pedagógico passa a constituir um grande desafio, exigindo o envolvimento entre professor e aluno na construção do conhecimento científico.
O pensamento de Elliott (idem, 2003, p. 154) procura mostrar a importância “dos formadores de professores e paraos professores (que ele chama de práticos), a dimensão da pesquisa-ação como meio de produzir conhecimento sobre os problemas vividos pelo profissional, com vista a atingir uma melhora da situação, de si mesmo e da sociedade”.
Entendo que a formação do professor (práticos, segundo Elliott) deve ter como premissa a pesquisa-ação como parte integrante de todo processo que busque a emancipação e aautonomia tanto do professor como do aluno, capaz de formar ambos os sujeitos auto-suficientes, críticos e autocríticos. Para que isso ocorra com eficácia, a pesquisa-ação exige criatividade, diálogo com a realidade, disciplina, compromisso e comprometimento do corpo docente e discente.
A função do professor e aluno em sala de aula passa pela motivação da pesquisa, abrindo a mente para a atenção àriqueza da discussão e o sabor do conhecimento, aprendendo a degustá-lo segundo Rubem Alves, procurando novas visões sobre os mais variados temas, apresentando uma maneira própria de compreender a realidade e fazendo seu próprio questionamento, a fim de chegar à elaboração da própria visão sobre as questões cotidianas.
Esse movimento “é importante por se caracterizar como uma contraposição àvisão do professor como simples reprodutor e executor de conhecimentos, e a notoriedade que John Elliott assumiu, como defensor dessa postura, nos fez tomá-lo em consideração para um estudo de sua defesa, ao tornar visível o papel de pesquisador, sobre sua prática, que o professor desempenha”. (idem, 2003, p. 154.)
O professor enquanto pesquisador não deve concentrar-se apenas na produção de...
tracking img