Produzir linguagem para produzir linguagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3180 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
PRODUZIR LINGUAGEM PARA APRENDER LINGUAGEM.

SUMÁRIO

TÍTULO DO PROJETO 3
CARACTERIZAÇÃO DO PROBLEMA 3
OBJETIVOS E METAS 6
METODOLOGIA E ESTRATÉGIAS DE AÇÃO 7
RESULTADOS E IMPACTOS ESPERADOS 11
RISCOS E DIFICULDADES 12
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 13

TÍTULO DO PROJETO

Produzir linguagem para aprender linguagem.

CARACTERIZAÇÃO DO PROBLEMA

O domínio da linguagem oral e escritatem se constituído como um dos maiores desafios postos à escola atualmente. O elevado número de reprovações no ensino fundamental deve-se, substancialmente, às dificuldades que os alunos apresentam para expressar-se através da escrita e compreender o que lêem. Em contrapartida, o domínio da linguagem oral e escrita é necessário para a participação social efetiva, pois é por meio dela que noscomunicamos, temos acesso à informação, nos expressamos e defendemos nossos pontos de vista, expomos nossa visão de mundo, produzimos conhecimento.
Nesta perspectiva, a escola tem a responsabilidade de oportunizar a todos os alunos os saberes necessários para a compreensão e utilização adequada da língua, garantindo, dessa forma, o exercício da cidadania, direito de todos.
O acesso facilitado às novastecnologias tem influenciado na construção da linguagem atual, pois passamos a nos utilizar de mensagens via celular, e-mails, mensageiros instantâneos via internet, em substituição às cartas manuscritas, bilhetes, telegramas, textos que eram mais elaborados e que precisavam ser efetivos. Essas práticas atuais acabam por contribuir com a transitoriedade e com a banalização da escrita, que seadapta a esse novo contexto, a esse novo tempo, a essa nova maneira de comunicar-se sem um objetivo mais aprimorado e utilizando um vocabulário próprio para esses fins, que em nada contempla a regra culta da escrita.
Segundo Teberosky (1992), muitas são as pesquisas realizadas na tentativa de desvendar os conhecimentos, crenças e atitudes das crianças em relação à escrita nos últimos anos.
Taispesquisas enfatizam, por um lado, as crianças possuem conhecimentos prévios ao ensino formal, que esses conhecimentos e crenças desempenham um papel importante na aprendizagem, embora, por outro lado, nem sempre sejam adequados (p. 9).

A escola defronta-se, desta forma, com mais esse desafio, ou seja, reconhecer a legitimidade dos conhecimentos prévios que os alunos trazem consigo e promoverestratégias de reflexão sobre a escrita e leitura com o objetivo de adequá-las às diversas situações comunicativas.
De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) da Língua Portuguesa “As transformações educacionais realmente significativas [...] têm suas fontes, em primeiro lugar, na mudança das finalidades da educação, isto é, acontecem quando a escola precisa responder a novas exigênciasda sociedade” (1997, p. 21).
Cabe à escola, portanto, e a nós professores, atentar para essa nova demanda e transformar o uso da linguagem oral e escrita, transformação essa que não diz respeito à banalização ou aceitação das incorreções, mas sim, à capacitação para a produção de uma linguagem que comunique, que seja útil, que atenda às necessidades impostas pelo convívio social e que sejacarregada de significado.
Os PCNs da Língua Portuguesa (1997) destacam como função da escola, no que se refere à produção da linguagem,

a sua ampliação de forma que, progressivamente, durante os oito anos do ensino fundamental, cada aluno se torne capaz de interpretar diferentes textos que circulam socialmente, de assumir a palavra e, como cidadão, de produzir textos eficazes nas mais variadassituações (p. 21)

O desenvolvimento dessa capacidade se dá no decorrer de todo o ensino fundamental, portanto, inicia-se na alfabetização. Porém, uma linguagem que possibilita ao sujeito significar o mundo e a realidade não se constrói sozinha, mas com a mobilização dos recursos intelectuais dos alunos a partir das intervenções e estratégias organizadas pelos professores. Aprender a escrever e...
tracking img