Produtos orgânicos toxicos - ddt

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2797 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ

CENTRO DE CIÊNCIAS NATURAIS E TECNOLÓGICA

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

PRODUTOS ORGÂNICOS TÓXICOS

BELÉM, PA

2010

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ

CENTRO DE CIÊNCIAS NATURAIS E TECNOLÓGICA

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ARNOLD SOUZA

ARON W. DA SILVA PINHEIRO

TAMIRES R. ALVES DOS SANTOS

PRODUTOS ORGÂNICOS TÓXICOSTrabalho apresentado à disciplina de Química Geral, do curso de Engenharia de Produção do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia – CCNT, da Universidade do Estado do Pará - UEPA, como requisito parcial para obtenção de nota para o primeiro semestre, orientado pela professora Hebe Ribeiro.

BELÉM, PA

2010

1. INTRODUÇÃO

Produtos orgânicos tóxicossão, em sua maioria, destinados ao controle ou extermínio de um organismo indesejável. Durante e após a Segunda Guerra Mundial foram desenvolvidos muitos pesticidas orgânicos, que tem substituído em grande proporção os pesticidas inorgânicos e organometálicos. Os ingredientes ativos da maioria desses pesticidas são os compostos organoclorados. Uma vez que estes entrem em contato com o ambiente,acabam degradando-se muito lentamente, tendendo a se acumular. A falta de uma via eficiente para a degradação destes compostos, junto com sua hidrofobicidade tem levado ao seu acúmulo em seres vivos. Essa contaminação levou órgãos governamentais e grupos ambientais a fiscalizar e regulamentar o uso desses compostos, para evitar que suas concentrações cheguem a níveis perigosos, afetando até nossasaúde.
O principal produto a ser discutido neste seminário será o para-dicloro-difenil-tricloroetano, conhecido como DDT. Foi um dos principais inseticidas organoclorados utilizados na década de 1940 a 1960. Era ideal para substituir os inseticidas a base de arsênio e aqueles extraídos de plantas, pois não era muito tóxico para as pessoas, mas altamente tóxico para os insetos e tinha maiordurabilidade. Com isso, era usado em todos os meios. Entretanto as espécies que eram atacadas foram ganhando resistência ao produto e levou os agricultores a aumentar o uso. O excesso do produto na agricultura causou impactos na saúde de toda a cadeia alimentar, levando-o a sua proibição.
Entretanto o DDT continua sendo ilegalmente utilizado por servidores em operações de controle ecombate as endemias (malária, febre amarela, leishmaniose, dentre outras).

2. PESTICIDAS ORGANOCLORADOS

Compreendem os de origem vegetal e os organo-sintéticos. Os primeiros, muito utilizados por algumas correntes da agroecologia são de baixa toxicidade e de curta permanência no ambiente. Já os organo-sintéticos, além de persistirem muitos anos nos ecossistemas, contaminando-os, tambémtrazem uma série de problemas de saúde para os seres humanos, o que torna o seu uso proibido pelas correntes agroecologicas e são divididos em organoclorados, cloro-fosforados, fosforados e carbamatos.

Os organoclorados são compostos por um hidrocarboneto clorado que tem um ou mais anéis aromáticos. Embora sejam menos tóxicos (em termos de toxicidade aguda que provoca morte imediata) queoutros organo-sintéticos, são também mais persistentes no corpo e no ambiente, causando efeitos patológicos e no longo prazo.

Produzidos na década de 1940 pelas indústrias norte americanas e européias, os pesticidas com ingredientes ativos organoclorados eram, em sua maioria, utilizados como inseticidas na agricultura. Estes compostos possuíam propriedades notáveis:

• Estabilidadecontra a decomposição ou degradação ambiental

• Baixa solubilidade em água

• Alta solubilidade em meios semelhantes a hidrocarboneto, tal como o material gorduroso da matéria viva;

• Toxicidade relativamente alta para insetos, mas baixa para seres humanos.

Pesticidas organoclorados possuem um vasto leque de efeitos agudos e crônicos de saúde, incluindo câncer, danos...
tracking img