Processo penal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (647 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PRIMEIRO EXERCÍCIO PRÁTICO- PROFISSIONAL



Em uma festa realizada no Edifício Alquimia, Luiz foi agredido gratuitamente por Paulo, que, após deferir-lhe um forte chute, ocasionou-lhe lesõescorporais de natureza grave. Após este fato, quando fugia dos seguranças do prédio, Paulo verbalmente agrediu Dona Ana, que, espantada com tamanha violência, indagara sobre o motivo da agressão. Emresposta Dona Ana, assim como os outros convidados, ouviu Paulo dizer: “Não devo satisfação a prostituta alguma; suma da minha frente, velha decadente. Saia daí, sua prostituta”. Aos prantos Dona Ana, umasenhora respeitável, sentou-se na escadaria do prédio e pôs-se a chorar. Após dois dias, representou contra seu ofensor em delegacia. Em audiência no 4º Juizado Especial Criminal, as partes nãoentraram em acordo, então o Juiz suspendeu a audiência e abriu vistas dos autos para o advogado de Dona Ana oficiar. De posse da procuração de Dona Ana, elabore a peça pertinente para o prosseguimento dofeito.

QUESTÃO: Elabore a peça profissional pertinente ao caso como advogado de Dona Ana.



















EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DO 4ª JUIZADO ESPECIALCRIMINAL DA COMARCA DE XXXXXXX.





Dona Ana, nacionalidade, estado civil, profissão, inscrita no CPF, local de residência, vem, através de seu advogado infra-assinado, instrumento de mandatoanexo (DOC. 1), que recebe intimações na Rua do Egito Quadra 11-A, Numero 66, Anjo da Guarda, São Luís- Maranhão, propor a presente QUEIXA CRIME em face de Paulo, nacionalidade, estado civil, profissão,por motivos fáticos que passa a discorrer:

I - DOS FATOS
1) A querelante apresentou-se festa realizada no dia e hora no Edifício Alquimia localizado no endereço, quando observou o quereladolesionando gravemente por meio de chute ao Luiz e que logo em seguida tentou se evadir do local perseguido por segurança daquele edifício.
2) No instante da fuga do querelado, a querelante espantada...
tracking img