Processo industrial do papel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5548 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Introdução

O termo papel é dado a uma folha formada, seca e acabada, de uma suspensão de fibras vegetais, as quais foram desintegradas, refinadas e depuradas e tiveram ou não a adição de outros ingredientes, para dar ao produto final, características de utilização. A seguir veremos o processo utilizado na fabricação do papel e celulose passo a passo e alguns riscos existentes nomesmo.

2. O Papel
Oficialmente, foi fabricado pela primeira vez na China, no ano de 105, por Ts'Ai Lun que fragmentou em uma tina com água, cascas de amoreira, pedaços de bambu, rami, redes de pescar, roupas usadas e cal para ajudar no desfibramento. Na pasta formada, submergiu uma forma de madeira revestida por um fino tecido de seda - a forma manual - como seria conhecida. Esta formacoberta de pasta era retirada da tina e com a água escorrendo, deixava sobre a tela uma fina folha que era removida e estendida sobre uma mesa.
Esta operação era repetida e as novas folhas eram colocadas sobre as anteriores, separadas por algum material; as folhas então eram prensadas para perder mais água e posteriormente colocadas uma a uma, em muros aquecidos para a secagem. Aidéia de Ts'Ai Lun, "A desintegração de fibras vegetais por fracionamento, a formação da folha retirando a pasta da tina por meio de forma manual, procedendo-se ao deságüe e posterior aquecimento para secagem", continua válida até hoje.

3. O Papel na Vida do Brasil
Todos conhecem o papel e valorizam sua importância para a humanidade, desde a transmissão da história e das culturas,passando pelos mais corriqueiros registros no dia-a-dia, até a literatura e as artes plásticas.
O eucalipto, ao lado do pinus, é a principal matéria prima desta indústria no Brasil, que emprega 100 mil pessoas diretamente e gera milhares de empregos indiretos ao longo de sua cadeia produtiva e está presente com unidades industriais e plantações em 450 municípios de 16 estados, nas cinco regiõesbrasileiras. Seu cultivo é realizado exclusivamente em áreas degradadas – e não em substituição a florestas nativas. Muito pelo contrário, nossa indústria preserva ativamente uma área de florestas nativas igual à que é coberta por plantios industriais de eucalipto.
Ao contrário de países europeus, asiáticos e da América do Norte, o Brasil produz celulose e papel exclusivamente a partir deflorestas plantadas de eucalipto e pinus. E é graças a essas árvores que nossa indústria pode se orgulhar de não utilizar uma única árvore nativa para fabricar seus produtos. A partir do eucalipto e do pinus, US$ 2,9 bilhões de celulose e papel brasileiros foram exportados em 2004, gerando um saldo de divisas para o País de US$ 2,2 bilhão.
A produtividade florestal no Brasil causa inveja aoutros países produtores por ter, na extensão territorial e no clima, imensas vantagens competitivas para a produção de papel e celulose a partir de florestas plantadas, pois, além de não utilizarmos árvores nativas, o eucalipto e o pinus crescem muito mais rapidamente que nos países do hemisfério norte, que lideram a produção mundial.

4. História do papel no Brasil
A primeirapresença do papel no Brasil, sem dúvida, é a carta de Pero Vaz de Caminha, escrita logo do descobrimento de nosso país.
É também em 1809 que tem início a construção de uma fábrica no Rio de Janeiro cuja produção, provavelmente iniciou-se entre 1810 e 1811. Ainda no Rio de Janeiro temos notícias de mais três fábricas em 1837, 1841 e, em 1852, nas proximidades de Petrópolis, foi construída peloBarão de Capanema a Fábrica de Orianda que produziu papel de ótima qualidade para os padrões da época até a decretação de sua falência em 1874.

5. História do papel no mundo
Antes da criação do papel, o material mais utilizado para escrita, foi o pergaminho, feito com peles de animais. Os antigos egípcios utilizavam, o talo do papiro. Sua fabricação era penosa e rudimentar; a...
tracking img