Processo gtl

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2572 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Sumário
Capítulo 1 - Introdução 2
1.1 Definição e histórico 2
1.2 Motivação da utilização de GTL no Brasil 3

Capítulo 2 – Análise de mercado 6
2.1 Introdução sobre o mercado brasileiro 7
2.2 O Gás Natural no Brasil 7
2.3 Custos de investimento 9
2.4 Custos da Produção 10
2.5 O diesel combustível como produto principal 11
2.6 Discussão 11
2.7 A implementação no Brasil 12
2.8Empresas e países que investem na tecnologia GTL 15

Capítulo 3 – Processo 16
3.1 Matéria- Prima 16
3.2 Processos de formação de gás de síntese 17
3.3 Processo Fischer-Tropsch 21
3.4 Exemplos de plantas GTL 31

Capítulo 6 – Conclusão 34
Bibliografia 35


Capítulo 1 - Introdução



1. Definição e histórico

O processo GTL (Gas-to-Liquids) consiste em uma rota promissora paraconversão de matérias-primas gasosas a hidrocarbonetos sintéticos de cadeias longas, utilizados como combustíveis líquidos. Utiliza-se principalmente gás natural para a produção de gás de síntese via oxidação parcial ou reforma a vapor, sofrendo este gás de síntese uma série de reações chamadas de reações de Fischer-Tropsch. Este processo se dá com o auxílio de catalisadores metálicos, os quais sãosensíveis à presença de compostos como H2S, COS e HCl, sendo necessária uma etapa primária de purificação do gás de síntese.


Desenvolvido em 1923 por Franz Fischer (1877-1947) e Hans Tropsch (1889-1935) na Kaiser Wilhelm Coal Research Institute (Mülheim-Alemanha), o processo Fischer-Tropsch foi um marco no mundo científico, pois tornou possível converter gás de síntese, mistura de monóxido decarbono e hidrogênio, em uma complexa mistura de hidrocarbonetos que pode refinada usando as tecnologias já existentes de craqueamento de petróleo.


Apesar da tecnologia de refino de petróleo e o uso de seus derivados já ser conhecido na época, sua disponibilidade era pequena e suas reservas descobertas eram poucas, o que limitava a utilização desta matéria-prima. Como conseqüência, otrabalho desses cientistas foi seguido por diversas empresas de energia, que investiram recursos na descoberta e produção de combustíveis e lubrificantes pela rota de Fischer-Tropsch. No entanto, a continuidade das pesquisas nessa linha diminuiu muito rapidamente com o fim da II Guerra Mundial, principalmente devido à descoberta de grandes reservas de petróleo em diversas localidades, o que diminuiu seupreço e permitiu que o óleo se tornasse a principal fonte de combustíveis e hidrocarbonetos no geral.


A linha do tempo do processo Fischer-Tropsch pode ser divida em 5 eras:


• Descoberta (1902-1928) – sucesso na conversão de gás de síntese e depósito das primeiras patentes na Alemanha;


• Primeira era de catalisadores de Cobalto (1929-1949) – Desenvolvimento comercial naAlemanha com gás de síntese produzido através de carvão;


• Era dos catalisadores de Ferro (1950-1990) – Plantas comerciais da Sasol utilizando gás de síntese produzido através de carvão;


• Início da era comercial de GTL via Fischer-Tropsch (1990-2004) – Aumento das pesquisas utilizando catalisadores de Fe/Co. Primeiras plantas comerciais na África do Sul e Malásia;


•Expansão comercial (2004-) – Grandes projetos em andamento no Catar e projetos da Sasol Chevron, ExxonMobil, Syntroleum e Statoil/PetroSA.


As principais vantagens do processo GTL via reação de Fischer-Tropsch são a produção de combustíveis com apenas traços de compostos sulfurosos e aromáticos, além da queima desses combustíveis gerar baixas emissões de CO, NOx, hidrocarbonetos, eparticulados, sendo portanto considerados combustíveis verdes. Os hidrocarbonetos produzidos, que apresentam de 5 a 10 carbonos, passam por hidrogenação e por isomerização para aumentar sua octanagem, dando origem à gasolina. O diesel produzido por Fischer-Tropsch apresenta, em sua composição, mais compostos lineares e menos aromáticos quando comparado ao diesel derivado de outro processo, além de ser...
tracking img