Processo demissional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1038 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
05/12/2002 - 02h55

Empresas adotam demissão humanizada
ANTONIO ARRUDA da Folha de S. Paulo Em época de crise econômica, com demissões pipocando em todas as áreas -são 11,4 milhões de brasileiros desempregados, segundo o IBGE-, as empresas modernas têm buscado novas formas de aplicar a chamada demissão humanizada, em que ela sai ganhando e o funcionário, perdendo menos. O desemprego, além deatingir as finanças do sujeito, afetar sua auto-estima, sua segurança e às vezes até abalar a estrutura familiar, "leva a pessoa a interromper seu processo de aprendizado contínuo, já que, hoje em dia, é na empresa onde o cidadão mais tem oportunidade de aprimorar seu conhecimento", diz Marcelo Corrêa, presidente da Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento. Já a empresa, ao demitir, estáperdendo seu principal capital, que é o "acervo intelectual" dos funcionários, diz Corrêa. Nesse sentido, segundo especialistas em gestão do conhecimento, quanto mais a empresa tentar manter algum tipo de vínculo com o demitido, melhor. Manter o ex-funcionário como um prestador de serviço é uma das formas. Outra iniciativa louvável é a empresa que demite contatar fornecedores e parceiros de negóciospara conseguir que incorporem seus ex-funcionários, diz Amyra Moyses Sarsur, professora de comportamento organizacional da Fundação Dom Cabral. O que também tem sido feito, mas ainda de forma tímida, é o empregador reunir demitidos com interesses comuns para que eles montem uma cooperativa e abram um novo negócio. "Há empresas agindo dessa forma, intermediando contatos com o Sebrae (ServiçoBrasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) para viabilizar novos negócios aos demitidos", explica Sarsur. Kit benefícios Por enquanto os benefícios mais comuns ao demitido são a prorrogação da assistência médica, uma bonificação em dinheiro, o direito de utilização do carro da empresa (se ele já o utilizava) e um auxílio para o pagamento do aluguel. "Essas ações preservam a imagem da empresainternamente, perante os funcionários que ficam, e externamente, perante fornecedores e consumidores, por exemplo", diz Marcelo Mariaca, diretor da consultoria Mariaca & Associates. Mas o que mais contribui para a imagem da empresa são os projetos de recolocação profissional - o chamado outplacement. Por meio deles, depois de demitido, o funcionário recebe orientação exclusiva de um consultor,participa de palestras, cursos e workshops, é encaminhado para entrevistas de trabalho e recebe até apoio psicológico. "Com esse apoio, a pessoa tem mais condições de retornar ao mercado, tanto por estar mais preparada e atualizada quanto porque sua autoestima volta a existir", diz José Augusto Minarelli, da empresa de consultoria Lens & Minarelli. E o melhor: antes restrito a cargos executivos, ooutplacement também é oferecido atualmente a operários.

Demissão com método O processo de outplacement começa muito antes de o funcionário ser informado do seu desligamento da empresa. Feito pelo departamento de recursos humanos, muitas vezes em conjunto com uma consultoria especializada, planeja-se todo o processo de demissão. A primeira preocupação é definir quem fica e quem sai da empresa de formadiscreta, sem deixar vazar informação. Boataria de demissão é prática ultrapassada. "Se começar aquela história de "ouvi dizer que", a motivação dos funcionários cai, e muitos começam a procurar outro emprego", explica a vice-presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos, Açucena Calixto Bonanato. Ao anunciar o desligamento, a empresa deve transmitir os motivos com clareza, sem esconderinformações. Às vezes, esse anúncio é feito muito antes do Dia D. A Parmalat, por exemplo, quando desativou uma unidade no final de 2001, comunicou a demissão dos funcionários oito meses antes. "Durante esse período, realizamos palestras e cursos diversos, com o objetivo de preparar os profissionais para o mercado", diz Djalma Gonçalves Barbosa, gerente de desenvolvimento organizacional e...
tracking img