Pro dia nascer feliz

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2497 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
I ENCONTRO REGIONAL EM HISTÓRIA
SOCIAL E CULTURAL
Recife, 16 a 19 de outubro de 2007
PUBLICIDADE, CONSCIENTIZAÇÃO E PERSUASÃO: OS EFEITOS DA LITERATURA
DE CORDEL DURANTE O MOVIMENTO DAS LIGAS CAMPONESAS (1955-1964).
Suzana Rebeca da Silva Lima1
Para James Darmesteter, tanto a literatura tradicional quanto a popular são criação
erudita, entretanto, é através da convivência, das percepçõesobtidas a partir da observação do
folclore que os ‘eruditos’ conseguem sistematizar a cultura popular e transformá-la num
objeto patente à população em geral. Ainda que numa visão um tanto quanto preconceituosa,
Darmesteter consegue captar uma questão sobremaneira importante: a penetração dos eruditos
por entre a cultura popular e suas formas de trabalhar as percepções de massa:
... Mais detout temps et dans les milieux les plus rudimentaires, il y a à côte
de la masse passive des esprits qui réfléctissent, que créent, qui formulent
les ideés et les sensations inconscientes de la masse, en un mot des savants.
(DARMESTETER apud CASCUDO, Câmara, s/d.)2
No Nordeste brasileiro, durante as décadas de 1950 e 1960, temos um exemplo deste
tipo de relação entre os saberes científicos oueruditos e os saberes populares. Francisco
Julião, líder das chamadas Ligas Camponesas foi, tal como descreve Darmesteter, um
‘erudito’ que conseguiu captar algo da cultura sertaneja. Por seu convívio com os
camponeses, Julião pôde planejar as melhores formas de falar aos trabalhadores rurais, de se
fazer entendido e de persuadi-los. Através de elementos já conhecidos dos camponeses tais
quaisos violeiros e as literaturas de cordéis, Julião conseguiu o apoio de milhares de foreiros.
Os cordéis são sobremaneira importantes quando se pretende o estudo da cultura
campesina. Através dele se resguarda o folclore, as histórias, os desígnios, as tradições de
uma parte da população que nem sempre tem todas as possibilidades de imortalizar sua
história, mas acaba fazendo-o de maneira –algumas vezes – involuntária, através da
transmissão oral.
O cordel, além de resguardar a memória popular e recriar o cotidiano e o imaginário,
em especial, da figura do sertanejo, é uma forma de alfabetização. De acordo com Marlyse
Meyer (1980), já foram comprovados casos de pessoas que aprenderam a ler e escrever
através dos cordéis. Raimundo Nonato – escritor membro da academiaNorte-riograndense de
letras – em seu livro Memórias de um retirante (1958), afirma que: [...] Foi no correr das
1 Graduanda em História pela Universidade Federal de Pernambuco, Bolsista PIBIC/CNPq.
2 Tradução livre: ... Mas sempre e mesmo entre os meios mais rudimentares, há ao lado da massa passiva alguns
espíritos que refletem, que criam, que formulam as idéias e as sensações inconscientes da massa, emdizeres de
erudito.
I ENCONTRO REGIONAL EM HISTÓRIA
SOCIAL E CULTURAL
Recife, 16 a 19 de outubro de 2007
folhas desses livrecos baratos que realmente aprendi a ler (NONATO apud CARNEIRO,
Renato 1977, p. 65).
Por ser largamente difundida nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, onde a população
camponesa – em sua maioria analfabeta - é bastante presente, não é difícil imaginar este tipo
deliteratura como instrumento muito utilizado para o ensino e aprendizagem da língua
escrita. Tal é a importância dos cordéis para o camponês, que Francisco Julião afirmou: “Essa
pitoresca literatura poética, que muito agrada ao homem do campo, é o que há de mais
autêntico e mais divulgado no folclore das populações rurais do Nordeste”. (JULIÃO, 1962,
p.37).
Os cordéis, além de valorosos emtermos literários, também possuíam larga difusão,
aceitação e vendagem, dignos de grandes obras da literatura brasileira. Na década de 1960
mais de 40 mil pessoas viviam de produzir e vender os folhetos de cordel. Alguns cordéis
chegaram a vender cerca de duzentos mil exemplares anuais, mesmo depois de anos desde sua
primeira edição. Catástrofes naturais, o período de eleições, momentos...
tracking img