Principio de pareto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1206 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PRINCIPIO DE PARETO


Jairo Antoria – jairoantoria@hotmail.com
Marilene Gama – gama_marilene@yahoo.com.br
Péricles Simões – pericles_@live.com
Ronildo Ferreira – ronilddo@hotmail.com
Vanderlei José Giareta – vanderleijg@hotmail.com
Resumo: Este artigo mostra uma poderosaferramenta de organização indispensável para qualquer empresa, é um principio cientifico que funciona em qualquer problema genérico, designado método de análise de Pareto, também conhecido como regra dos 20-80% e que significa que um pequeno número de causas (geralmente 20%) é responsável pela maioria dos problemas (geralmente 80%).


Palavras-chave:
INTRODUÇÃO
As diferentes formas de apuração e suasreais potencialidades devem ser direcionados de forma a oferecer facilidade na apuração, precisão das informações, e visão que se deseja analisar, os custos em empresas,portanto, quer sejam obtidos por absorção, por atividade ou por unidades de produção,devem balizar ações que permitam as empresas atingirem seus objetivos estratégicos.
Tão importante quanto a sistemática ou método de custeioé a sistemática ou método de análise destes custos, ou seja, como interpretar as informações obtidas e utilizá-las na tomada de decisões, muitas das metodologias utilizadas atualmente para a apuração de custos, permitem que sejam tomada decisões com bases nas informações geradas, entretanto, muitas destas metodologia nos apresentam custos "macros" de atividades, processos, ou produtos, nãofornecendo o detalhe necessário a verdadeira busca de oportunidades.
Com o intuito de analisar informações com o objetivo estratégico de buscar oportunidades no que refere-se aos custos de manutenção, aplica-se a metodologia do princípio 80/20 , mais conhecida como método ou princípio de Pareto, de forma a estruturar a análise dos custos e possibilitar uma visão abrangente da situação.
Análisedo Princípio de Pareto
O Princípio de Paretofoi criado no Século XIX por Vilfredo Pareto que, ao analisar a sociedade concluiu que grande parte da riqueza se encontrava nas mãos de um número demasiado reduzido de pessoas. Após concluir que este princípio estava válido em muitas áreas da vida quotidiana, estabeleceu o designado método de análise de Pareto, também conhecido como dos 20-80% e quesignifica que  um pequeno número de causas (geralmente 20%) é responsável pela maioria dos problemas (geralmente 80%).
O Diagrama de Pareto constitui uma das ferramentas utilizadas no controlo de qualidade e foi inicialmente definido pelo analista de qualidade Joseph Juran em 1950. Na sua base está o Princípio de Pareto que refere que um pequeno número de causas (geralmente 20%) é responsável pelamaioria dos problemas (80%).
A grande aplicabilidade deste princípio à resolução dos problemas da qualidade reside precisamente no facto de ajudar a identificar o reduzido número de causas que estão muitas vezes por detrás de uma grande parte dos problemas que ocorrem. É na detecção dos 20% de causas que dão origem a 80% dos efeitos que o Diagrama de Pareto se revela uma ferramenta muitoeficiente. De facto, o Diagrama de Pareto diz que, em muitos casos, a maior parte das perdas que se fazem sentir são devidas a um pequeno número de defeitos considerados vitais (vital few). Os restantes defeitos, que dão origem a poucas perdas, são consideradas triviais (trivial many) e não constituem qualquer perigo sério. Uma vez identificados os vital few, dever-se-á proceder à sua análise, estudo eimplementação de processos que conduzam à sua redução ou eliminação

Aplicação do Princípio de Pareto
Uma situação econômica é ótima no sentido de Pareto se não for possível melhorar a situação, ou, mais genericamente, a utilidade de um agente sem degradar a situação ou utilidade de qualquer outro agente econômico. Existem três condições que necessitam de ser preenchidas para que uma economia...
tracking img