Principio de operação de forno de cal rotativos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1896 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Capítulo 2.2: Princípios e operações do forno de cal



Terry N. Adams, Ph.D.
Consultor técnico
5950 Beverly Ave NE
Tacoma WA 98422



Forno de cal rotativo


Os slides 1 e 2 mostram o plano geral da apresentação. O slide 3 mostra o esquema de um forno de cal rotativo moderno. O slide 4 mostra as características internas do forno. Fornos rotativos são tubos de aço grandesrevestidos internamente com tijolos refratários. Eles são levemente inclinados na horizontal e giram lentamente sobre um conjunto de anéis de rolamento. Lama de cal é introduzida na extremidade mais alta e lentamente se desloca no sentido da descarga em função da inclinação e rotação. Um queimador é instalado na parte mais baixa ou extremidade de descarga do forno onde o combustível é queimado paraformar uma chama aproximadamente cilíndrica. Transferência de calor da chama e dos gases quentes da combustão que se deslocam para cima secam, aquecem e calcinam os sólidos da lamina em fluxo contrario. Fornos de lama rotativos na industria de papel e celulose variam em tamanho desde 7 ft (2,1m) de diâmetro por 175 ft (53m) de comprimento a até 13,5 ft (4m) de diâmetro por 400 ft (122m) decomprimento. O revestimento do refratário varia de 6 in (15,2 cm) para até 10 in (24,5cm) de espessura. A capacidade de produção destas unidades varia de 50 ton/dia de CaO (45 toneladas métricas por dia) até 450 ton/dia (400 toneladas métricas por dia).


Slide 1

PRINCIPIOS E OPERAÇÕES

DO FORNO DE CAL



Terry N. Adams

Consultor Técnico

Tacoma WA

Slide 2

PLANO GERAL DAPRESENTAÇÃO



* Equipamentos

- chamas, correntes, refratários

- resfriadores de produto, secadores de lama externos

* O processo de calcinação

* Operações do forno de cal







Slide 3


Vista Externa do Forno de Recuperação de Cal


[pic]



Slide 4


Vista Interna do Forno de Recuperação de Cal


[pic]





Opeso do forno é apoiado sobre anéis que circulam o forno. Esses anéis se apóiam sobre rolos, que por sua vez são suportados sobre pilares de concreto. Um grande motor elétrico, operando através de uma caixa de engrenagem e um pino, aciona a engrenagem principal que está acoplada ao forno. Em geral o forno se movimenta a uma velocidade de 0,5 a 2 RPM, normalmente com controladores de velocidade.Típico tempo de transição da cal através do forno é entre 1,5 a 4 h em condições normais de operação. Isto é estabelecido pela velocidade e inclinação do forno, que é entre 1,5 º e 3º.

A rotação do forno necessita do uso de coifas e selos em cada extremidade para conexão com os equipamentos estacionários. Na extremidade quente as coifas servem como suporte para o queimador e para osequipamentos de gerenciamento da chama, assim como servem como aberturas e passagens para a descarga da cal recuperada produzida. Na extremidade fria a coifa serve como abertura para o parafuso ou correia de lama de cal, conexão para o ventilador de tiragem induzida e um importante selo limitador do fluxo de ar.
Em instalações mais antigas a coifa é freqüentemente um compartimento grande na qual pó elama podem ser removidos desta área. Instalações novas possuem coifas menores para melhorar a selagem e diminuir o comprimento do transportador de lama.




Chama do forno de cal


O queimador e a chama desempenham um importante papel na qualidade do produto e no tempo de vida do refratário. Como em todos os equipamentos de troca de calor via combustão, quanto maior a temperatura da chamatanto maior a capacidade de produção e eficiência. No entanto, temperaturas excessivas destroem o refratário e produzem cal supercalcinada e pouco reativa. Este dilema em performance resulta em meio termo para o comprimento da chama. O slide 5 mostra esquemas de três tipos de forno rotativo . Chamas curtas são muito quentes e causam danos ao refratário e sobre queima da lama enquanto que...
tracking img