Principais periodos da historia da filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1376 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FILOSOFIA - Capítulo 3: Campos de investigação da filosofia
1. Quais os principais períodos da filosofia grega?
Período pré-socrático ou cosmológico, do final do século VII ao final do século V a. C.;
período socrático ou antropológico, do final do século V e todo o século IV a .C.;
período sistemático, do final do século IV ao final do sé culo III a.C.; período helenístico
ou greco-romano,do final do século III a.C. até o século VI d.C.

2. Quais os principais traços da cosmologia pré-socrática? Escolha um deles e o
explique.
A cosmologia pré-socrática é uma explicação racional e sistemática sobre a origem,
ordem e transformação da natureza, da qual os seres humanos fazem parte. Não
admite a criação do mundo a partir do nada, mas afirma a geração de todas as coisas
por umprincípio natural de onde tudo vem e para onde tudo retorna (a physis), daí a

busca dos primeiros filósofos por esse princípio natural, eterno, imperecível e imortal,
gerador de todos os seres. Afirma que, embora a physis seja imperecível, ela dá origem
a todos os seres infinitamente variados e diferentes do mundo, que são, ao contrário,
perecíveis. Afirma também que, embora a physis sejaimutável, os seres físicos ou
naturais gerados por ela, além de mortais, são mutáveis ou seres em contínua
transformação.
Observação: significado da physis para os primeiros filósofos. No período cosmológico,
os filósofos admitiam a existência de um princípio eterno e imutável (physis), algo que
está na origem da natureza e de suas transformações. Os primeiros filósofos o
concebiam como algoque não pode ser conhecido pela percepção sensorial, mas só
pelo pensamento. Por isso, cada filósofo encontrou motivos e razões para determinar
o que era a physis.

3. Que é kínesis ou o devi r? Por que essa ideia é central no pensamento pré-socrático?
Kínesis, em grego, significa "movimento". Por movimento, os gregos não entendem
apenas a mudança de lugar ou a locomoção, mas toda e qualqueralteração ou
mudança qualitativa e/ou quantitativa de um ser, bem como seu nascimento e seu
perecimento. Esse movimento das coisas e do mundo chama-se devir e segue leis
rigorosas (leis determinadas pela physis) que o pensamento conhece. Essa ideia é
central para o pensamento pré-socrático porque nesse período a filosofia se ocupa
fundamentalmente com a origem do mundo e as causas dastransformações na
natureza.

4. Qual a mudança na educação dos jovens gregos na passagem da aristocracia para a
democracia?
Na aristocracia, a educação dos jovens baseava-se na ideia do guerreiro belo e bom.
Na democracia, o antigo ideal educativo já não atendia às exigências da sociedade
grega e passou a ser substituído pela formação do bom cidadão, aquele que sabia falar
em público e persuadiros outros na política.

5. Quais as consequências para a filosofia da mudança na educação dos jovens gregos?
Primeiramente, o aparecimento dos sofistas, que passaram a dar aos jovens essa nova
educação, substituindo a educação antiga dos poetas. Além disso, ocorreu uma
mudança no enfoque da filosofia protagonizada por Sócrates, que deixou de se ocupar
fundamentalmente com a origem do mundo eas causas das transformações da

natureza (cosmologia), passando a ocupar-se com a investigação das questões
humanas, do autoconhecimento ou do conhecimento que os homens têm de si
mesmos (antropologia), particularmente de seu espírito e de sua capacidade para
conhecer a verdade.

6. Que ensinavam os sofistas?
Ensinavam técnicas de persuasão para os jovens de modo que, numa assembleia,soubessem ter fortes argumentos.

7. Que propunha Sócrates contra os sofistas?
Antes de querer persuadir os outros, cada um deveria, primeiro e antes de tudo,
conhecer-se a si mesmo.

8. Como Platão descreve Sócrates?
Como um homem que andava pelas ruas e praças de Atenas, pelo mercado e pela
Assembleia questionando as pessoas sobre suas crenças, suas afirmações, sobre aquilo
que elas...
tracking img