Princípios gerais da economia unip

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 11 (2644 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 19 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Princípios Gerais da Economia

Unidade I

1. PGE
* As necessidades da vida cotidiana tornam obrigatório o conhecimento sobre economia, independentemente da área profissional ou da formação acadêmica. Em outras palavras, todos nós somos deparados com aspectos relacionados à formação de preços, às estruturas de mercado, às questões de escassez de bens e serviços, à inflação, ao desempenhode determinados setores da economia e aos níveis de desenvolvimento e o crescimento das nações.
* Em outubro de 2008, todos se chocaram com as notícias que anunciavam uma crise econômica de proporções tão imensas quanto as de quebra da bolsa americana em 1929.
* Delfin Netto, economista que, em vários momentos da história econômica brasileira, desempenhou papel de fundamental importância naformulação e na coordenação de políticas econômicas, em palestras proferida na Universidade Paulista, opinou que “estaríamos vivendo mais uma das tantas crises da história do capitalismo”.
* Entende-se por “ciência econômica” a ciência que investiga como fatores escassos de produção são alocados para a produção de bens e serviços que se destinam a saciar necessidades ilimitadas. Emcontrapartida, “economia de mercado” representa a forma pela qual, nas sociedades capitalistas, a reprodução material das sociedades passou a acontecer por meio de instituições orientadas para objetivos econômicos.
* Na economia de mercado, toda a organização da produção é confiada aos mercados, que compõem um sistema autorregulado: indivíduos perseguindo apenas seu interesse pessoal ofertam e demandammercadorias, fazendo com que estes bens alcancem um preço determinado. As decisões sobre o que e quanto produzir serão tomadas como base apenas nos preços informados pelos mercados, que sinalizam as expectativas de ganho em cada processo produtivo.
Adam Smith, século XVIII
* “ ‘Riqueza das nações’ um texto fundador, obra que marca uma mudança na natureza da reflexão sobre os temas econômicos,não tanto pela criação de novos conceitos, mas pelo estabelecimento de um novo arranjo dos conceitos, de um novo ponto de vista. Importa, sobretudo, que a economia tenha ganhando a forma de uma disciplina autônoma, desligada da ética e da filosofia política, no interior das quais a escolástica e as doutrinas do direito natural ainda a enquadravam.” (CERQUEIRA, 2001, p.397)

1.1Antiguidade e Idade Média

* É evidente que a compreensão do contexto histórico que irá ensejar o nascimento das ciências econômicas traz à tona uma questão de fundamental importância: afinal, se a economia surge por meio do esforço de se distinguir da história, da sociologia, da ética, da filosofia moral e da política, poderíamos ser levados a crer na existência de uma distância entre ela e essasoutras áreas, especialmente do ponto de vista da delimitação do seu objeto de estudo ou da determinação de sua metodologia de investigação.
* Façamos então uma viajem ao tempo. Na Europa do medievo, o mundo era bem diferente daquele que hoje conhecemos: em vez de trabalhadores livres, políticos, organizações não governamentais, supermercados e shopping centers, havia reis, senhores feudais,cavalheiros, servos e clérigos. Assim estava organizada a sociedade durante o feudalismo, e essa estrutura iria sofrer abalos contínuos até degradação total, num processo que levaria alguns séculos para se completar.
* Sobre o período medieval, a imagem mais comumente lembrada é do feudo, grande propriedade trabalhada por camponeses que aravam não apenas a terra arrendada, mas também a terra dosenhor.
* Nesse sistema, que sobreviveria na Europa até o século XVIII, o castelo era o centro do mundo: era nele que morava o senhor e sua família. O feudo, unidade autossuficiente, era o espaço em que ocorriam as relações de vassalagem entre o servo e seu senhor.
* O feudo tinha suas próprias regras e leis, e elas serviam para reger tudo e todos. O senhor feudal era quem decidia sobre...
tracking img