Princípios contábeis aplicados à contabilidade de custos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 8 (1781 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 4 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PRINCIPIO DA REALIZAÇÃO DA RECEITA
Determina esse principio o reconhecimento contábil do resultado (lucro ou prejuízo) apenas quando da realização da receita. E ocorre a realização da receita, em regra, quando há transferência do bem ou do serviço para terceiros. Portanto, normalmente as indústrias só reconhecem o resultado obtido em sua atividade quando da realização da receita, ou seja, nomomento em que há a transferência do bem elaborado para o adquirente. Com isso, a Contabilidade de Custos, quando aplicada no contexto da Contabilidade Financeira, também não pode apurar resultado antes desse instante e, no máximo, pode servir como ferramenta para previsão de crédito. Do ponto de vista econômico, o lucro já surge durante a elaboração do produto, pois há agregação de valores nessafase, inclusive do próprio resultado, mesmo que ainda numa forma potencial, sem se concretizar em dinheiro, direitos a recebimento futuro ou outros ativos. Este principio é o responsável por uma das grandes diferenças entre os conceitos de lucro na Economia e Contabilidade. Contabilmente, já que a receita só será reconhecida futuramente, os valores agregados de gastos, relativos a fatores utilizadosno processo de produção, vão sendo acumulados na forma de estoques. Só serão considerados como despesas também futuramente. Apesar da existência de várias exceções, apenas uma delas será vista mais adiante com relação a esse principio. Trata-se do caso de construção, produção de bens e serviços, projetos realizados sob encomenda etc. que demandam longo prazo e que, excepcionalmente têm sua receitareconhecida antes da entrega para terceiros; consequentemente também seus custos serão transformados em despesas antes desse momento. No caso de serviços, existem dois tipos básicos de transferências: numa só vez, ao final de sua execução, ou paulatinamente. Como exemplo do primeiro caso, temos a execução de plantas de residências, e como exemplo do segundo temos a assessoria contínua. Quando docaso de serviço executado e entregue uma única vez, os princípios são exatamente os mesmos que para o

caso de bens: os custos relativos ao trabalho são estocados para reconhecimento como despesas tão-somente por ocasião do reconhecimento das receitas. E na hipótese de transferência continua de serviços praticamente não há estocagem dos custos, já que passam imediatamente à condição dedespesas. Esse é o caso, por exemplo, de serviços prestados por instituições financeiras, empresas de telecomunicações, de auditoria, assessoria, consultoria etc.

PRINCÍPIOS DA COMPETÊNCIA OU DA CONFRONTAÇÃO ENTRE DESPESAS E RECEITAS
Esse aspecto da Teoria Contábil é de extra importância para Custos e diz respeito basicamente ao momento do recolhimento das despesas. Pela realização, fica definido omomento de reconhecimento da receita. Após isso, pela competência ou confrontação temos o reconhecimento das despesas. A regra é teoricamente simples: após o reconhecimento da receita, deduzem-se dela todos os valores representativos dos esforços para sua consecução (despesas). Como esses esforços podem ser subdivididos em dois grupos, também existem praticamente dois grandes grupos de despesas: a)Despesas especificamente incorridas para a consecução daquelas receitas que estão sendo reconhecidas; b) Despesas incorridas para a obtenção de receitas genéricas e não necessariamente daquelas que agora estão sendo contabilizadas. Um exemplo das despesas do primeiro grupo é a própria despesa relativa a quanto foi o custo de produção do bem ora vendida, ou então a despesa de comissão relativa àsua venda etc. E como exemplo das do segundo grupo encontramos as despesas da administração, as de propaganda etc., que representam gastos com finalidade de obtenção de receitas, mas não só ou especificamente das apropriadas ao período. São estas despesas relativas muito mais a gastos para a manutenção da capacidade de obtenção de receitas do que para a venda deste ou daquele produto. Ou então se...
tracking img