Primeiros socorros

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1233 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Semana 6 : Obstrução das vias aéreas, Manobra de Heimlich, Vertigem e Desmaio, Crise Convulsiva, Ferimentos, Hemorragias e Estado de choque:





OBSTRUÇÃO DE VIAS AÉREAS: Engasgamento ou Asfixia, causada por alimentos ou pequenos objetos presos na garganta, que bloqueiam a passagem do ar.


Obstrução parcial ou total.





Obstrução Parcial: A vítima respira, tosse e fala(balbucia), apesar de ansiosa, ainda tem suficiente troca de ar – acalmar e incentivar a tossir para expelir o corpo estranho.


Atentar para sinais de agravamento.


Obstrução Total: A vítima apresenta tosse fraca, extrema dificuldade para respirar, cianose labial, agitação, sinal universal de asfixia - insuficiente troca de ar.





Manobra de Heimlich


(Vítimas Conscientes)[pic] [pic]







Vítimas Inconscientes


- execute avaliação primária (ABC);


- Manobra semelhante a RCP:


(ciclo: 2 insuflações x 5 compressões torácicas);


Repita a operação, quantas vezes for necessário, providencie transporte para atendimento especializado.








Manobra de Heimlich


Em bebês (< 1 ano): 2 insuflações x 5 “golpes”no dorso x 5 compressas torácicas





[pic] [pic]






DESMAIO: Perda temporária e repentina da consciência


Causas:


- Falta de alimentação;- Fadiga;- Emoções fortes;- Grandes perdas sangüíneas;- Ambientes fechados.


[pic]





Sinais que precedem o Desmaio:


- Fraqueza e tontura;


-Palidez;


- Suor frio;


- Falta de controle muscular.





VERTIGEM


Como proceder:


- sentar a vítima;


- solicitar para que afaste as pernas e abaixe a cabeça entre as mesmas;


- segurar a cabeça da vítima forçando-a suavemente para baixo;


- orientar para que a vítima faça movimento contrário ao seu.





DESMAIO


Como proceder:


- Amparar a vítima;- Proporcionar ambiente arejado;


- Deitar a vítima com os pés em nível mais alto que a


cabeça;


- Afrouxar a roupa;


- Observar nível de consciência, pulso e respiração.









CRISE CONVULSIVA: Perda repentina da consciência com contrações musculares violentas e involuntárias de parte ou de todo o corpo, decorrente do funcionamento anormal do cérebro. Temduração aproximada de 3 a 5 minutos.


Causas:


- Tumores cerebrais;


- Má formação congênita;


- Febre;


- Infecções, como meningites;


- Abuso de álcool e drogas;


- Traumas na cabeça;


- Epilepsia.





Sinais:


- Perda da consciência;


- Queda;


- Corpo tenso e retraído;


- Espasmos musculares;


- Extremidades arroxeadas;


- Perda docontrole dos esfíncteres;


- Salivação excessiva.


Gradualmente retoma a consciência, cansada e confusa. Pode haver sonolência por horas.


Características
1.- Fase Tônica
Manifesta-se pela contratura generalizada da musculatura (rigidez do corpo e dentes cerrados).
2.- Fase Clônica
Manifesta-se por abalos musculares, salivação excessiva, perda ou não do controle da bexiga os esfíncteres.3.- Fase Pós-convulsão
Caracterizada por sonolência e confusão mental.




Como proceder:


- Afastar objetos ao seu redor;


- Não impedir seus movimentos;


- Retire próteses dentárias, óculos e etc.;


- Se possível coloque um pano ou lenço dobrado na boca da vítima;


- Desaperte a roupa e deixe que se debata livremente, protegendo a cabeça;


- Após a crise,lateralize a cabeça, permitindo que a saliva ou sangue escoe;


- Dê conforto e privacidade;


- Providencie transporte para atendimento médico, se necessário.


O QUE NÃO FAZER
- Não jogar água ou oferecer algo para cheirar durante a crise.
- Não deixar de socorrer a vítima, uma vez que esse problema não é contagioso.


Assistência de Enfermagem na Crise Convulsiva em Ambiente Hospitalar...
tracking img