Primavera arabe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (377 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Países do Oriente Médio e do norte da África passam por intensos conflitos desde o ano de 2010 - altualmente chamados de “Primavera Árabe”. Tais conflitos decorrem do interesse desses grandes povosem conseguirem condições de vida melhor na erradicação da miséria, desemprego e até do alto preço dos alimentos nesses países.
Essa luta, portanto, confronta diversos conceitos políticos ereligiosos. Um desses é a democracia, que parece ser o meio que esses povos encontraram para buscar seus interesses. Os países árabes, em um cotexto histórico, não procuram a democracia, mas a situação semostra tão grave que esta se tornou o única direção na qual apontar seus esforços. Portanto, isso mostra que não há um “choque de civilizações”, mas sim uma procura desesperada por uma solução deproblemas em outras culturas.
O problema da democracia no “mundo árabe” é que essa se colide com os princípios da religião islâmica – fator de unificação desses povos culturalmente – que possui regrasseveras contra alguns conceitos democráticos e está longe deixar de ser o fator que rege a vida dessas civilizações.
Os EUA – país que já faz parte do elenco de conflitos no Oriente Médio - acabaram nãointervindo fisicamente nos confrontos de cada país, afim provavelmente de não perder aliados e não criar mais inimigos na região. O trabalho maior ficou para a OTAN. Porém, um motivo mais consistenteé evidente. Os norte-americanos não incetivaram essa luta devido ao fato de que se a democracia for instalada nesses países, o poder cairá nas mãos de grupos fundamentalistas religiosos, como já vemacontecendo em vários países em que os regimes ditatoriais já caíram.
O poder agora estará nas mãos de religiosos “radicais” que acreditam em conceitos como jihad (guerra santa), que consiste emexpurgar qual seja o povo que impessa a propagação do islamismo.
Nessa visão detalhada, concluímos que a “Primavera Árabe” pode levar essas civilizações a dois rumos: um mais otimista as leva para a...
tracking img