Prefixos latinos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3497 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal do Ceará

ANÁLISE HISTÓRICA DO LATIM PARA O PORTUGUÊS DOS PREFIXOS LATINOS AB, AD, RE e IN.

Discentes: Ariane Teixeira e Bruno Pereira

Fortaleza, Junho de 2010

1. Introdução

No atual momento, entre as teorias linguísticas existe um ponto em comum, a afirmação de que todas as línguas possuem um caso. Enquanto a língua latinaexpressa essa marcação através da sua morfologia, muitas outras línguas, inclusive o português, fazem essa marcação através da sintaxe.
O caso sintático do português se realiza por meio de ordem, com relativa obrigatoriedade das palavras na sentença, assim como através do auxílio das preposições, sendo que, isso já ocorria no sistema latino, porém pouco utilizado. Fazia-se o uso das preposiçõesquando necessário, a fim de tornar mais clara à comunicação. Com o passar do tempo, no latim tardio, em decorrência das várias funções exercidas, aumentou-se gradativamente o uso das preposições, passando assim, como marcador de caso no português.
No início as preposições latinas eram usadas em situações concretas, iniciando os adjuntos adverbiais. Aos poucos, vão sendo empregados mais em sentidoabstrato, como nos complementos nominais e objetos diretos.
No português, houve o aumento nos números de preposições e, além do surgimento de preposições simples, foram criadas as locuções prepositivas para expressar algumas idéias, cujas formas desapareceram nesse período.
Existe a necessidade de um estudo para saber as formas de expressar os conceitos das preposições latinas que desapareceram,onde é importante pesquisar na própria língua portuguesa o destino destas preposições, o que ocorreu com as mesmas, ou se simplesmente desapareceram. É de se observar que, em alguns casos, houve o enfraquecimento dos significados por parte das preposições, levando-as a se tornarem afixos de outras palavras, deixando assim, de serem formas livres para serem formas presas no processo degramaticalização do português.
Nesta pesquisa, foram analisadas as preposições latinas ab, ad, re e in, que através dos processos de gramaticalização, passaram de preposições a prefixos. Na sua trajetória para o português algumas preposições se mantiveram, enquanto outras desapareceram.
Busca-se através deste trabalho, apontar algumas palavras em que as formas ab, ad, re e in, são usadas como prefixos,num processo de formação de palavras oriundas do latim.
O assunto abordado neste trabalho poderá contribuir para o estudo da linguística da língua portuguesa em relação ao latim.

2. Fundamentação teórica

Com base na leitura e exame de gramáticas clássicas, assim como em livros de autores destacados como: (SAID ALI, M., 1971) e (WILLIAMS, Edwin Buc, 1961), e também o livro “A Formação dePalavras por Prefixo em Português” de Duarte (1999), depreendem-se daí que não existe muita diferença entre os autores, com relação à análise de itens gramaticais com base nos aspectos sintáticos e semânticos.
O estudo dos prefixos nas gramáticas normativas constitui um tema com divergências, uma vez que alguns autores os consideram decorrentes de um processo de derivação, já outros, preferemconsiderá-los como elementos de composição. Isso por que os prefixos são, na sua maior parte, são formados pelo processo de gramaticalização por preposições e advérbios, isso quer dizer que, que são vocábulos de existência independentes, combináveis a muitas palavras. A gramática portuguesa está suscetível a uma mudança constante pelas formas que são utilizadas no dia-a-dia, com isso ela acaba sendoafetada. No cotidiano fazemos uso de diversas expressões e que, muitas vezes, não se encontra na gramática normativa, como forma de padrão.Devido a grande utilização dessas formar no dia-a-dia, foi necessário utilizar um processo que pudesse tornar estas expressões mais compreensíveis e que sejam padrões gramaticais.Para este processo dá-se o nome de gramaticalização, processo na qual muitos...
tracking img