Preconceito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2519 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha: Do Silêncio Do Lar Ao Silêncio Escolar: Racismo, Preconceito e Discriminação na Educação Infantil.
Autora: Eliane dos Santos Cavalleiro

O livro “Do silêncio do lar ao silêncio escolar: racismo, preconceito e discriminação na educação infantil” escrito por Eliane Cavalleiro, está organizado em 111 páginas e aborda o silêncio dos profissionais de educação infantil e das famílias, noque concerne ao racismo, preconceito e discriminação. Segundo a autora, a ideia do livro surgiu a partir de seu desejo por uma educação igualitária, sendo a mesma, educadora e percebendo a discriminação e o preconceito presentes desde a primeira infância, além do fato de ser negra e ter sido vítima de preconceitos na idade escolar.
Os resultados apresentados no livro se deram a partir dasobservações do comportamento de três turmas de crianças com faixa etária entre 04 e 06 anos em relação ao contato multiétnico, nas dependências de uma EMEI na região central de São Paulo, do silêncio das professoras em situações preconceituosas e em depoimentos extraclasse que compreende os relatos das famílias das crianças e de profissionais que atuam na instituição de ensino. Para elaboração domesmo, Cavalleiro traçou um cronograma abordando três ângulos da questão: o mundo social imediato interiorizado pela criança, a família mediadora e a criança sujeito da aprendizagem social.
No primeiro capítulo “Educação Infantil – socialização: família, escola e sociedade”, Eliane destaca, com base nas afirmações de Freud, Piaget, Erickson e outros grandes pensadores, a primeira infância comosendo etapa fundamental no desenvolvimento humano, sendo assim, a socialização influência na construção da identidade do indivíduo. Para ela, a interação proporciona à criança aprendizado de atitudes, opiniões, valores a respeito da sociedade e do espaço de inserção no seu grupo social. Ainda cita, tanto a família quanto a escola como essenciais na construção da identidade do indivíduo.
Elianeaborda a necessidade de trabalhar a diversidade nas creches e pré-escolas, visando o favorecimento da socialização e o fim da discriminação racial, remete ao fato de que a Constituição de 1988 e o Estatuto da Criança e do Adolescente defendem o direito da criança conviver com a diversidade, livre de qualquer preconceito. No entanto, a autora conclui que atitudes discriminatórias serão internalizadaspelas crianças, que as adotarão ou não, classifica como importantes às influências familiares, mas diz que os modelos comportamentais, não serão obrigatoriamente seguidos pelas crianças, pelo fato das mesmas estarem em contato com adultos e crianças distintos.
Para Eliane Cavalleiro, há necessidade de diferenciação entre racismo, preconceito e discriminação. Segundo a autora, o racismo éinerente da teoria evolucionista nas quais foram estabelecidas hierarquias raciais, que, herdadas por descendência promove a discriminação e prejudica os negros. Entretanto, estão presentes no racismo falsos valores de verdade que permite o domínio sobre um determinado grupo, pautado apenas nos aspectos negativos imputados a cada um deles; já o preconceito classificado como um subproduto do racismo,como um julgamento negativo, na maior parte das vezes, prévio em relação a pessoas ocupantes de qualquer outro papel social significativo, envolve aspectos emocionais e cognitivos. Deste preconceito, derivam estereótipos e estigmas que dificultam a aceitação do negro no cotidiano da vida social; enquanto isso, a discriminação étnica fica evidente quando, em situações sociais de suposta igualdadeentre brancos e negros, identifica-se um favorecimento para um determinado grupo nos aspectos social, educacional e /ou profissional.
Enfatizando assim, que o reconhecimento positivo das diferenças étnicas deve ser proporcionado desde os primeiros anos de vida. A educação infantil, como elucida a autora, tem como dever preparar o indivíduo para a existência das diferenças étnicas, pensando que,...
tracking img