Preconceito linguistico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1004 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A mitologia do preconceito lingüístico:
Apesar de haver uma forte tendência a lutar contra os mais variados tipos de preconceito, existe um que é muito comum na sociedade e que não lutamos: O preconceito lingüístico. Nesse Capitulo, o autor irá examinar os principais mitos lingüísticos e tentar achar formas de combater esse preconceito.

- Mito nº 1: “A língua portuguesa falada no Brasilapresenta uma unidade surpreendente”:
Sendo o maior e o mais sério dos mitos que compõem a mitologia, esse mito nos diz um conceito sobre a unidade lingüística do Brasil que é: a população brasileira fala uma mesma língua. O autor mostra que apesar de toda a população falar português, existe uma diversidade do português falado no Brasil, que é a causa da grande extensão territorial (que gera asdiferenças regionais) e a trágica injustiça social (diferença de status social que causa um verdadeiro abismo lingüístico). É preciso, portanto, que a população abandone esse mito da “unidade” do português no Brasil e passem a reconhecer a verdadeira diversidade lingüística de nosso país para melhor compreensão de todas as pessoas de diferentes status social.
- Mito nº 2: “Brasileiro não sabeportuguês/ Só em Portugal se fala bem português”:
Essa história de que “os brasileiros não sabem português” é um grande e preconceituoso mito. O autor fala que devemos acabar com esse preconceito de que somente em Portugal a língua portuguesa é bem falada. Apesar de ser um país de grandes diversidades e misturas de raças, o Brasil fala sim o português correto, claro que com essa diversidade temosvárias diferenças do português falado aqui com o de Portugal, mas essas diferenças não quer dizer que a nossa língua esteja errada.
- Mito nº 3: “Português é muito difícil”:
O autor mostra que essa afirmação é preconceituosa e deriva do mito anterior. Dizemos que o português é muito difícil porque o ensino da língua sempre se baseou na norma gramatical de Portugal, então as regras que aprendemosna escola, uma grande parte, não correspondem ao que falamos e escrevemos aqui. Achamos o português difícil porque temos que decorar e fixar regras que não tem significado para nós. A partir do dia que o nosso ensino se concentrar apenas no uso real do português do Brasil será bem provável que ninguém continue achando tão difícil.
- Mito nº 4: “As pessoas sem instrução falam tudo errado”:
Oautor mostra que esse preconceito se baseia no mito nº 1, em que só existe uma única língua portuguesa digna desde nome e que seria a língua ensinada nas escolas, explicadas nas gramáticas e catalogadas nos dicionários, então qualquer palavra que não e encaixa nessas três classes é considerada “errada”. Então vimos que isso é um grande preconceito lingüístico porque existem palavras que consideramoserradas que antigamente eram certas então, com o passar dos anos, as palavras vão se modificando.
-Mito nº 5: “O lugar onde melhor se fala português no Brasil é o Maranhão”:
Por ter um pronuncia bastante parecida com o Portugal, algumas pessoas dizem que o português melhor falado é o do Maranhão. O autor mostra que esse é um grande preconceito lingüístico e que o Maranhão por ter umaconservação da linguagem clássica literária (o pronome tu, seguido das formas verbais clássicas, com a terminação em –s: tu vais, tu queres) que coincide com a língua falada em Portugal, as pessoas acham que lá é o português melhor falado.
-Mito nº 6: “O certo é falar assim porque se escreve assim”:
Infelizmente, existe uma tendência no ensino da língua de querer obrigar as pessoas a pronunciar do jeitoque se escreve como se fosse a única forma de falar o português correto. O autor mostra que isso é um preconceito, pois na língua existe um fenômeno chamado variação, isto é, nenhuma língua é falada do mesmo jeito em todos os lugares, que mostra que nem todas as pessoas falam a língua de um modo idêntico.
- Mito nº 7: “É preciso saber gramática para falar e escrever bem”:
Muitas pessoas...
tracking img