Preconceito linguistico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2085 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CAPÍTULO I
Preconceito Lingüístico: mitos
Existe uma tendência em lutar contra os mais variantes tipos de preconceito, mostrando que nenhum deles tem fundamento ou justificativa. Porém, essa tendência ainda não atingiu o preconceito lingüístico, e o que vemos é ele se alimentando diariamente em programas de TV, rádio, jornais, revistas e principalmente os livros didáticos. O mito de que alíngua portuguesa falada no Brasil apresenta uma unidade surpreendente é o mais sério dos mitos que compõem o preconceito lingüístico no país. Isto porque mesmo que a língua falada pela população seja o português esse idioma apresenta um alto grau de diversidade, sendo causado tanto pela grande extensão territorial do país com pela grande injustiça social. Porém, a autora Stella publicou em seuartigo alertando sobre a ideia de que no Brasil somos monolinguistas, mas não possuímos uma homogeneidade lingüística. Brasileiro não sabe português/Só em Portugal se fala bem português essas duas opiniões refletem o complexo de inferioridade de sermos até hoje uma colônia dependente de um país mais antigo e mais "civilizado". O brasileiro sabe português sim. O que acontece é que o nosso português édiferente do português falado em Portugal. A língua falada no Brasil, do ponto de vista lingüístico já tem regras de funcionamento, que cada vez mais se diferencia da gramática da língua falada em Portugal. Na língua falada, as diferenças entre o português de Portugal e o português falado aqui no Brasil são tão grandes que muitas vezes surgem dificuldades de compreensão. O único nível que ainda épossível uma compreensão quase total entre brasileiros e portuguesa é o da língua escrita formal, porque a ortografia é praticamente a mesma, com poucas diferenças. Concluí-se que nenhum dos dois é mais certo ou mais errado, mais bonito ou mais feio: são apenas diferentes um do outro e atendem às necessidades lingüísticas das comunidades que os usam, necessidades lingüísticas que também sãodiferentes. "Português é muito difícil" essa afirmação consiste na obrigação de termos de decorar conceitos e fixar regras que não significam nada para nós. No dia em que nossa língua se concentrar no uso real, vivo e verdadeiro da língua portuguesa do Brasil, é bem provável que ninguém continue a repetir essas bobagens. Todo falante nativo de um língua sabe essa língua, pois saber a língua, no sentidocientífico do verbo saber, significa conhecer intuitivamente e empregar com naturalidade as regras básicas de funcionamento dela. A regência verbal é caso típico de como o ensino tradicional da língua no Brasil não leva em conta o uso brasileiro do português. Por mais que o aluno escreva o verbo assistir de forma transitiva indireta, na hora de se expressar passará para a forma transitiva direta:"ainda não assisti o filme do Zorro!" Tudo isso por causa da cobrança indevida, por parte do ensino tradicional, de uma norma gramatical que não corresponde à realidade da língua falada no Brasil. As pessoas sem instrução falam tudo errado. Isso se deve a crença que não é linguística, mas social e política as pessoas que dizem Cráudia, Praca, Pranta pertencem a uma classe social desprestigiada,marginalizada, que não tem acesso à educação formal e aos bens culturais da elite, e por isso a língua que elas falam sobre o mesmo preconceito[->0] que pesa sobre elas mesmas, ou seja, sua língua é considerada pobre, quando na verdade é apenas diferente da língua ensinada na escola. Assim, o problema não está naquilo que se fala, mas em quem fala o quê. Neste caso, o preconceito lingüístico édecorrência de um preconceito social. "O lugar onde melhor se fala português no Brasil é o Maranhão". Na realidade o Maranhão ainda usa o pronome tu, que está em extinção na fala brasileira. Somente por esse arcaísmo, na língua falada se acha que o neste estado brasileiro se fala melhor o Português. Sendo assim, o que acontece com o português do Maranhão em relação ao português do resto do país é o...
tracking img