Preconceito linguistico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1607 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE PADRÃO
DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO

RESENHA DO LIVRO PRECONCEITO LINGUÍSTICO “O QUE É, COMO SE FAZ”

GÔIANIA 2011

RESENHA DO LIVRO PRECONCEITO LINGUÍSTICO “O QUE É, COMO SE FAZ”

Resenha apresentada para a obtenção parcial da nota de N2, da disciplina língua portuguesa, sob a orientação da professora Flávia Cristina de Sousa.

GÔIANIA 2011
PRECONCEITO LINGUÍSTICO “O QUEÉ, COMO SE FAZ”
BAGNO MARCOS

Bagno, Marcos e doutor em filologia e língua portuguesa pela universidade de São Paulo (USP), professor do Departamento de Linguística da Universidade de Brasília (UNB), escritor, poeta, tradutor, com cerca de trinta livros publicados, entre obras de divulgação cientifica, literatura infanto-juvenil, contos e material técnico-didático. Já recebeu diversos prêmiosliterários, entre os quais o IV Bienal Nestle de Literatura Brasileira (contos), O prêmio João de Barro (literatura infantil), o prêmio Carlos Drummond de Andrade (poesia), entre outros. Vários de seus livros e de suas traduções para o público infanto-juvenil receberam a qualificação de “Altamente recomendável” da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ).
A luta contra as mais variadasformas de preconceito, esta cada dia mais forte, mostrando que nenhum deles tem justificativa. “o português do Brasil apresenta uma unidade surpreendente”, esse mito é o mais sério dos mitos que compões o preconceito linguístico no país. Existe no Brasil uma grande diversidade de línguas diferentes, como a ciência linguística já provou, não há no mundo uma língua “una".
“Brasileiro não sabeportuguês/Só em Portugal se fala bem português” O brasileiro sabe português sim. O que acontece é que o nosso português é diferente do português falado em Portugal. A língua falada no Brasil, do ponto de vista linguístico já tem regras de funcionamento, que cada vez mais se diferencia da gramática da língua falada em Portugal. Na língua falada, as diferenças entre o português de Portugal e oportuguês falado Brasil são tão grandes que muitas vezes surgem dificuldades de compreensão.
"Português é muito difícil". Isso não existe todas as línguas são fáceis. Um indivíduo que cresce ouvindo a sua língua, mesmo que não conhecendo as regras, e ainda criança, é capaz de transmitir suas mensagens e ser compreendido, pois, nós somos seres intuitivos. Na maior parte das vezes só precisamos aprender assutilezas dessa língua.
“As pessoas sem instrução falam tudo errado”. Pessoas que falam Praca, Pranta pertencem a uma classe social desprestigiada que não tem acesso à educação forma e aos bens culturais da elite, e por isso a língua que elas falam são considerada, errada, pobre, quando na verdade é apenas diferente da língua ensinada na escola.
"O lugar onde melhor se fala português no Brasilé o Maranhão". O Maranhão ainda usa o pronome tu, assim como os portugueses. Por essa razão se acha que o neste estado brasileiro se fala melhor o Português. Sendo assim, o que acontece com o português do Maranhão em relação ao português do resto do país é o mesmo que acontece com o português de Portugal em relação ao português do Brasil. Toda variedade linguística atende às necessidades dacomunidade de seres humanos que a empregam.
"O certo é falar assim porque se escreve assim" – Existe a variação, isto é, nenhuma língua é falada do mesmo jeito em todos os lugares, assim como nem todas as pessoas falam a própria língua de modo idêntico. A ortografia oficial é necessária, mas não se pode ensiná-la tentando criar uma língua falada "artificial" e reprovando como "erradas" as pronúnciasque são culturas das pessoas que falam a língua em cada canto do brasil.
"É preciso saber gramática para falar e escrever bem". Todo Brasileiro concorda com essa afirmação. Afinal, se fosse assim, todos os gramáticos seriam grandes escritores, e os bons escritores seriam especialistas em gramática. A gramática normativa é decorrência da língua, é subordinada a ela, dependente dela. Como a...
tracking img