Praticas investigativas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2549 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ENGENHARIA CIVIL: CENÁRIOS, HABILIDADES E COMPETÊNCIAS

Autor: Bruno Cerqueira Guimarães
Engenharia Civil

Orientador: Professor Marco Antonio Domingues

RESUMO

O presente trabalho traz uma abordagem sobre o cenário mundial, brasileiro e sergipano no campo da engenharia civil como também as habilidades e competências do engenheiro necessárias para atender as expectativas de mercado. Ahumanidade surgiu há séculos e séculos e desde então constrói e reconstrói. Com a globalização e expansão do capitalismo, criar passou a ser quase que uma obrigação. Logo, aproveitando-se do bom momento da economia, a engenharia civil passou a ganhar papel de destaque no cenário mundial e de extrema importância para o desenvolvimento. Para suprir as carências do mercado, os engenheiros passaram adesenvolver suas habilidades e competências, que estavam um pouco defasadas, para colocá-las em pratica o mais rápido possível. Hoje, mesmo estando em alta, a engenharia ainda passa por grandes dificuldades principalmente em relação ao número de profissionais ativos e ao nível de qualificação destes profissionais.

PALAVRAS-CHAVES: Engenharia civil; cenário; habilidades; competências.

1INTRODUÇÃO

O desenvolvimento da humanidade ocorre de forma continua, atrelado a cultura, aos contextos políticos e sociais. No entanto, apresenta raras transformações imprevistas quando progressos científicos surgem, quando inovações tecnológicas chegam ao mercado consumidor. Ao rever a história, percebe-se a significância da engenharia – responsável por expressivos desenvolvimentos.Desde os primeiros artesãos pré-históricos, muita coisa mudou. Ocorreram sofisticações e diversificações técnicas. Criaram-se teorias capazes de analisar em detalhes quase tudo que a técnica pudesse abordar. Durante a evolução, apareceram, de forma gradual, peritos responsáveis na solução de problemas. Não possuíam embasamento teórico, apenas construíam. Assim surgiu o engenheiro: através daampliação dos conhecimentos aplicados a problemas práticos.
A transição da engenharia antiga para a moderna foi um processo continuo e demorado. A engenharia moderna caracteriza-se por uma forte aplicação de conhecimentos científicos as técnicas.
A engenharia civil, especificamente falando, tem um vasto campo de atuação. Cabe ao profissional estudar, projetar, fiscalizar ousupervisionar as etapas de obras civis. Para projetar, o engenheiro estuda as características do solo, a incidência dos ventos, a finalidade de uso da construção, os materiais disponíveis, os custos envolvidos.
Atualmente, o mercado da construção civil está muito aquecido – o nível da atividade vem crescendo. O bom momento é reflexo do crescimento da economia. Para os próximos anos, a demandapelo profissional no Brasil deve aumentar, pois dois grandes eventos serão realizados no país: a Copa do Mundo, em 2014, e os Jogos Olímpicos, em 2016. No entanto, o mercado questiona as habilidades e competências dos engenheiros.
2 A ENGENHARIA CIVIL NO MUNDO

A globalização é um fenômeno social que ocorre em escala global. Esse processo de globalização afeta todas as áreas dasociedade, principalmente comunicação, comércio internacional e liberdade de movimentação, apresentando variáveis quanto ao nível de desenvolvimento e integração dos países.

Oito universidades de seis países tentaram traçar o perfil do engenheiro na economia globalizada. Foram analisados fatores históricos, econômicos e sociais de cada país, desafios do mercado e necessidades da indústria emrelação à força de trabalho dos engenheiros. Os pesquisadores concluíram que, para um bom desempenho no mercado, não basta ter uma formação consistente: o engenheiro tem de se preparar para atuar em escala global.

A condição básica para as carreiras de engenharia é ter capacidade técnica. No entanto, mais do que nunca, é preciso ter flexibilidade para entender a dinâmica...
tracking img