Praticas integradoras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1442 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
Produção textual

Se priorizarmos até agora procedimentos voltados para a leitura, isso se deve certamente à intenção de valorizar a formação do leitor competente nos múltiplos textos a que tem acesso. Entretanto, os procedimentos indicados especialmente quanto à recepção dos textos devem contribuir também para os processos de produção textual.
Um primeiro aspecto a ser consideradona produção de textos diz respeito à crescente percepção, pelos alunos, das condições em que essas unidades de sentido são produzidas.
Diante de uma dada proposta de produção, o aluno deve ter clareza sobre:
• o que tem a dizer sobre o tema proposto, de acordo com suas intencionalidades;
• o lugar social de que ele fala;
• para quem seu texto se dirige;
• de quais mecanismos composicionaislançará mão;
• de que forma esse texto se tornará público.
Ter clareza sobre esses elementos certamente auxilia o aluno a compor seu texto com mais segurança, ponto de partida para o desenvolvimento de suas habilidades como produtor de textos. Na produção, entretanto, é preciso que o aluno mobilize uma série de recursos, também relacionados às suas competências interativa e gramatical:
•utilizar relações várias, de acordo com seu projeto textual – tese e argumentos; causa e conseqüência; fato ou opinião; anterioridade e posterioridade; problema ou solução; conflito e resolução; definição ou exemplo; tópico e divisão; comparação; oposição; progressão argumentativa;
• quanto ao texto dissertativo (expositivo ou argumentativo), relacionar adequadamente a seleção e a ordenação dosargumentos com a tese;
• quanto ao texto argumentativo, identificar o interlocutor e o assunto sobre o qual se posiciona para estabelecer interlocução;
• considerando as condições de produção, utilizar diferentes recursos resultantes de operações lingüísticas – escolha, ordenação, expansão, transformação, encaixamento, inversão, apagamento.
De acordo com as possibilidades de cada gênero, empregar:
•mecanismos de coesão referencial (retomada pronominal, repetição, substituição lexical, elipse);
• mecanismos de articulação frasal (encaixamento, subordinação, coordenação);
Língua Portuguesa
• recursos oferecidos pelo sistema verbal (emprego apropriado de tempos e modos verbais, formas pessoais e impessoais, emprego das formas condicionais, privilégio das formas simples em relação àsperifrásicas);
• recursos próprios do padrão escrito na organização textual (paragrafação, periodização, pontuação sintagmática e expressiva, e outros sinais gráficos);
• convenções para citação do discurso alheio (discurso direto, indireto e indireto livre): dois-pontos, travessão, aspas, verbos - tempo verbal, expressões introdutórias, paráfrase, contexto narrativo;
• ortografia oficial do Português,desconsiderando-se os casos idiossincráticos e as palavras de freqüência muito restrita;
• regras de concordância verbal e nominal, desconsiderando-se os chamados casos especiais.
Conforme se observa, a produção de textos mobiliza uma série de recursos profundamente relacionados à competência gramatical.

Competência gramatical
O ensino de gramática não deve ser visto como um fim em si mesmo,mas como um mecanismo para a mobilização de recursos úteis à implementação de outras competências, como a interativa e a textual.
Vale aqui retomar a abordagem gramatical adotada neste documento. Ainda que se reconheça como legítima a conceituação da gramática como um conjunto de regras a partir das quais uma língua se corporifica, parece conveniente lembrar que há pelo menos três visões paraesse conjunto de regras:
• aquelas que são seguidas;
• aquelas que podem ser seguidas;
• aquelas que devem ser seguidas.
Quando se observa que o falante natural de uma língua obedece minimamente às convenções estabelecidas pelo grupo social de usuários, respeitando os acordos praticados no nível morfológico, sintático e semântico, temos um quadro de gramática internalizada.
Quando se observa...
tracking img