Pratica simulada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (361 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA _____ VARA CIVEL DA COMARCA DE CAMPINAS/SP









DANIELLE, nacionalidade, estado civil, profissão, portadora dacarteira de identidade nº____, expedida pelo_____, inscrita no CPF/MF sob nº____, residente na Rua____,por seu advogado com endereço profissional na Rua____, para fins do artigo 39, I do Código deprocesso civil, vem a esse juízo propor

AÇÃO DE ANULAÇÃO DO NEGÓCIO JURÍDICO

Pelo rito ordinário, em face de DIÓGENES, MARCOS, nacionalidade, estado civil, profissão, portador da carteira deidentidade nº____, expedida pelo_____, inscrita no CPF/MF sob nº____, residente na Rua____, Campinas, São Paulo. Marcos, nacionalidade, estado civil, profissão, portador da carteira de identidade nº____,expedida pelo_____, inscrita no CPF/MF sob nº____, residente na Rua____, pelas razões de fato e de direito que passa a expor.

DOS FATOS
A autora celebrou contrato emitindo no dia 10/08/20xx notapromissória no valor de R$40,000,00 (quarenta mil reais) com o réu Diógenes, no qual deve ser liquidado no foro do domicílio do devedor, dando o não cumprimento da obrigação a autora propõem ação deexecução.
Ocorre que a autora descobriu que no dia 03/10/20xx o réu Diógenes doou o único bem livre e desembargado que então possuía, a fim de frustrar o crédito


DO DIREITO
Percebe-se claramente nocaso em tela que houve a má-fé do réu ao doar o seu único bem livre de desembargos com a intenção de frustrar a penhora.
Diante disso, se faz necessário a anulação do negócio jurídico de acordo como previsto no artigo 171, II do Código Civil.


DO PEDIDO
Diante do exposto, requer, conforme abaixo:
1- Seja determinada a citação dos réus por via postal, requerendo apresentar respostas, sobpena de sofrer os efeitos da revelia.
2- Julgue procedente o pedido de anulação do negócio jurídico celebrado entre as partes.
3- A condenação dos réus aos ônus da sucumbência.

DAS PROVAS...
tracking img