Pré-natal masculino

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7956 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
PRÉ-NATAL MASCULINO: ANALISE PSICOSSOMATICA DA PARTICIPAÇÃO PATERNA , UM ELEMENTO DESENCADEADOR DE UMA GESTAÇÃO SAUDÁVEL

Patrícia Machado Campos, Pós-graduanda em Saúde Pública com Ênfase no Programa de Saúde da Família (PSF) da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde da União do Ensino superior de Viçosa – UNIVIÇOSA. Condomínio Parque Mundial, casa11, João Brás Viçosa MG. E-mail:pat.enfermagem@hotmail.com

RESUMO
Buscando relacionar a verdadeira origem e significado das doenças gestacionais com a presença paterna, o presente trabalho aponta uma necessidade de mudança durante a assistência do pré-natal, e considera a presença do pai um elemento desencadeador de uma gestação saldável por interferir em aspectos emocionais e consequentemente biológicos durante a gestação. Opré-natal masculino vem sendo incentivado pelo governo, visto que o acolhimento, a presença, o apoio, o companheirismo, evita que fatores psicossomáticos negativos atingem diretamente a saúde da mãe e da criança. Este estudo bibliográfico objetivou analisar os aspectos psicossomáticos da saúde e da doença durante o período gestacional relacionadas com a participação paterna durante o pré-natal. Aliteratura utilizada compreendeu-se dos anos de 1981 a 2011, abordando a temática através de artigos publicados em periódicos e sites científicos encontrados na base do LILACS, valendo-se como descritores: assistência pré-natal, humanização da assistência, medicina psicossomática, paternidade, saúde da mulher. Mulheres que dependem de alguma forma dos serviços públicos de saúde sofreram ao longo dostempos diversas dificuldades. Registram-se mortes evitáveis em mulheres e crianças por falta de uma assistência pré-natal adequada. Programas de humanização da assistência à mulher estão sendo inseridos no pré-natal de modo a contemplar a vida da mulher como um todo e de forma integrada, aplicando os princípios do SUS de universalidade e integralidade. Atribuem-se fatores psicossomáticos, tais comoansiedade e depressão, como resultantes do risco aumentado para desfechos negativos. De acordo a literatura a presença de fatores emocionais como ansiedade e estresse durante o período gestacional gera complicações obstétricas como trabalho de parto prematuro e pré-eclâmpsia. Guerreiro (2011) diz que as mulheres devem ser instruídas de forma que possa vivenciar a gravidez e a experiência do partocomo um processo fisiológico natural. Para tal, durante o acolhimento devem-se adotar medidas que abrange a educação em saúde, preparo físico e emocional, e principalmente a inclusão do companheiro durante a gravidez, parto e puerpério. O pai vem sido excluído do pré-natal. ‘Esse processo subtrai da mulher a confiança na sua capacidade de dar à luz e, do homem, o direito de participar donascimento de seu filho’(ALEXANDRE & MARTINS, 2009). Assim, apontamos como fatores psicossomáticos que interferem diretamente na saúde da mãe e da criança, processos negativos da forma como que é compreendido e proporcionado o atendimento no pré-natal. A ausência paterna relaciona-se a inúmeros fatores apresentados pela gestante, como ansiedade, medos, depressão, angustia, causando enfermidades. Destaforma, considera-se imprescindível a efetividade do pré-natal masculino.

INTRODUÇÃO

Buscando relacionar a verdadeira origem e significado das doenças gestacionais com a presença paterna, o presente trabalho aponta uma necessidade de mudança durante a assistência do pré-natal, e considera a presença do pai um elemento desencadeador do processo de saúde e doença por interferir em aspectosemocionais e consequentemente biológicos durante a gestação.
Mulheres que dependem de alguma forma dos serviços públicos de saúde sofreram ao longo dos tempos diversas dificuldades. Se antes as ações governamentais eram voltadas apenas para diminuir o alto índice de mortes maternas e fetais, hoje é sabido que para que esses índices permaneçam baixos e até mesmo nulos, é preciso contemplar a vida...
tracking img