Ppra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1086 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

O ruído não prejudica somente a audição, apesar de seus efeitos serem percebidos e bem caracterizados nesse sentido. O ruído também pode causar zumbido, cefaléia, plenitude auricular, tontura, distúrbios gástricos (gastrite e úlcera gastroduodenal), alterações transitórias na pressão arterial, estresse, distúrbio da visão, atenção e memória, do sono e do humor. Os distúrbiosatribuídos à exposição vão depender da freqüência, intensidade, duração e o ritmo do ruído, assim como do tempo de exposição e da suscetibilidade individual. Sons contínuos são menos traumatizantes que os sons interrompidos, pois apesar do primeiro impacto sonoro ser recebido sem proteção, os demais são atenuados pelo mecanismo de proteção.

No entanto, em ruídos interrompidos, os impactos não têmatenuação, já que entre um som e outro há tempo para o mecanismo de proteção relaxar-se. A perda ocupacional ou perda auditiva induzida por ruído (PAIR) é um distúrbio auditivo que afeta muitos trabalhadores expostos a ambientes de trabalho ruidosos e é perfeitamente passível de prevenção.

Seu simples diagn óstico já significa o resultado da falência de todo um sistema preventivo que deveria estarcolocado à disposi- ção do trabalhador. Embora seja passível de prevenção, as regras para o controle de ruído industrial continuam não sendo obedecidas. Assim, o trabalhador pode apresentar alterações importantes que interferem na qualidade de vida, como a incapacidade auditiva e a dificuldade de percepção da fala em ambientes ruidosos (televisão, rádio, cinema, teatro), ou, ainda, de sinaissonoros de alerta, música e sons ambientais (CURADO et al, 2001). FERRAZ (1998) referiu em seu estudo que as alterações na compreensão da fala que podem ocorrer na PAIR não devem ser vistas apenas como sintomas auditivos, pois a comunicação é primordial nas atividades sociais, profissionais e afetivas, podendo a alteração na comunicação oral comprometer seriamente a qualidade de vida dos indivíduos.SELIGMAN (1993) descreveu esse comprometimento na qualidade de vida dos indivíduos em relação aos fatores não auditivos ou psicossociais, e os mais freqüentemente associados ao ruído foram: agitação, ansiedade, tensão, fadiga, irritabilidade, labilidade humoral, estresse, isolamento, solidão, tristeza, depressão e auto-imagem negativa. Esses fatores podem aparecer isolados ou associados.

Apresença de diversos desses sintomas leva a um diagnóstico de estresse, que compromete de formas diversas e individuais a qualidade de vida dos indivíduos. Na física, estresse é uma força imposta a um material e tensão é a reação deste material ao estresse.

Entretanto, quando se tenta transferir os conhecimentos da física para a patologia, não fica claro se o estresse se refere às forças impostas aoindivíduo pelo mundo externo (estímulos) ou reações do indivíduo a estas forças (respostas).

Na verdade, quando o termo estresse é aplicado a organismos vivos ele diz respeito a um mecanismo que resulta da interação indivíduo-ambiente e que tem como principal função promover no indivíduo recursos adaptativos (PORTNOI & GLINA, 2002). Esses recursos são observados diante do que chamamos deestressores, os agentes causadores de estresse, que podem ser de origem biológica, psicológica (estressores internos), social e/ou ambiental (estressores externos). Portanto para que algo se torne um estressor é necessário que fatos e/ou situações sejam avaliados como tal e que representem mudanças na vida dos indivíduos de forma a envolver esforços de adaptação (PORTNOI & GLINA, 2002). As reações ourespostas de estresse (adaptação) se constituem em alterações e/ou sintomas de origem orgâ- nica, psicológica e social que podem ser bastante desconfortáveis
1. PRINCÍPIOS BÁSICOS
O Ruído é normalmente definido como um som indesejado. As denominadas ondas
sonoras, sentidas pelo ouvido humano, são ondas geradas mecanicamente com frequências
entre 20 Hz e 20 KHz. Para os ouvidos de uma pessoa...
tracking img