Ppra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1879 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Norma Regulamentadora
NR 5
Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA
Norma Regulamentadora
NR 5
Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA
SC MÁRMORE
E GRANITO

COMPONENTES:
Alan , Francine, Felipe, Silvana
Suelen, Vitor, Viviane

ÍNDICE

-------------------------------------------------
3. SC m

SC Mármores e Granitos – Ltda.

Endereço: Av. do Valão S/N.CNPJ:26.358.356/0001-07

Insc. Estadual: 086.284.318

Tel.: (28) 3521-4478

Telefax: (28) 3521-2006
.........................................................................................

CNAE: 2391-5
Grau de risco: 3
Nº de funcionários: 92
Grupo: C1
*De acordo com a NR 5, quadros 2 e 3, SIT/DSST 4/2007

Site: www.scmarmoregranito.com.br

1
SC Mármores e Granitos

Aempresa desenvolve junto aos seus colaboradores várias atividades que visam promover a saúde e a segurança no trabalho.
Seus funcionários recebem treinamentos, ginástica laboral, acompanhamento de técnicos e médicos do trabalho em rotina, entre outros benefícios.
A SC Mármore tem conseguido isto graças ao apoio de seus colaboradores, dos profissionais da segurança e da CIPA.

2

Nossa EmpresaO Grupo SC Mármore atua há 11 anos e atualmente é considerado empresa-modelo no ramo de atividades de extração e beneficiamento. Trabalhamos com a extração de mármore e granito, comercializando-os em forma de blocos, chapas, ladrilhos e peças sob medida.
 Nossos produtos são devidamente embalados e protegidos a fim de garantir sua qualidade e segurança até o seu destino final. O processode extração é feito com tecnologia avançada, focando produtividade, agilidade e proteção do meio-ambiente.

5

6

Comissão
Interna de
Prevenção de
Acidentes

Norma Regulamentadora N° 5

Portaria 3.214 de 08 de junho de 1978



HISTÓRIA DA CIPA

A CIPA surgiu a partir da RevoluçãoIndustrial, na segunda metade do século XVIII, na Inglaterra em decorrência do surgimento das máquinas a vapor, que por serem mais rápidas provocavam mais acidentes, pela necessidade de adaptação do homem ao novo modo de trabalho, bem como da necessidade de um grupo que pudesse apresentar sugestões para correção de possíveis riscos de acidentes.
A Organização Internacional do trabalho – OIT aprovouem 1921 a instrução para a criação de comitês de segurança em indústrias que tivessem a partir de 25 trabalhadores em seus quadros funcionais, passando a vigorar em vários países nesse mesmo ano.


8
CIPA NO BRASIL

Introduzida durante o governo do presidente Getúlio Vargas, em 1944, a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), completará 66 anos deexistência em 10 de novembro de 2010. Cabe a ela o mérito pelos primeiros passos decisivos para a implantação da prevenção de acidentes do trabalho no Brasil.

9

OBRIGATORIEDADE DA CIPA

A CIPA se tornou obrigatória no Brasil a partir do Decreto – lei n°229 de 1967, passando a fazer parte das leis que regem o direito do trabalhador, na consolidação das Leis de Trabalho – CLT.

10OBJETIVOS DA CIPA

A CIPA tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a preservação da vida e a Promoção da saúde do trabalhador.

* NO PRESENTE RISCO
* NO AMBIENTE
* NAS CONDIÇÕES E NAS ORGANIZAÇÕES DO TRABALHO

11

CONSTITUIÇÃO DA CIPA

* Devem constituir CIPA, por estabelecimento, emantê-la em regular funcionamento as empresas privadas, públicas, sociedades de economia mista, órgãos da administração direta e indireta, instituições beneficentes, associações recreativas, cooperativas, bem como outras instituições que admitam trabalhadores como empregados.

* As empresas instaladas em centro comercial ou industrial estabelecerão, através de membros da CIPA ou designados,...
tracking img